Um homem, identificado como Paulo Sérgio de Oliveira Silva, foi preso na manhã desta quinta-feira (28), em Magé, Região Metropolitana no Rio de Janeiro, suspeito de ter matado a esposa esfaqueada e ferido, também com faca, sua filha adolescente de 15 anos.

De acordo com informações passadas pela Polícia, na noite anterior o suspeito aparentava estar com sintomas de abstinência de drogas ilícitas e álcool. Ele falava sozinho dentro de casa, o que deixou a mãe e a filha apreensiva. Com medo, Lidiane Silva de Oliveira, e a filha, C.O.S., foram dormir na mesma cama.

Por volta da 1 hora da madrugada, aproveitando-se do fato das mulheres estarem dormindo, o suspeito pegou uma faca e atacou a filha adolescente.

Seus gritos acordaram sua mãe, que partiu para cima do homem para defender a filhar. A adolescente aproveitou esse momento em que o pai atacava a outra Mulher para correr até o portão da casa e pedir ajuda.

O homem, já sem a faca, fugiu do local do crime e se escondeu em um matagal, mas na manhã seguinte, após diligencias efetuadas pelas autoridades, foi localizado na casa de sua mãe, que fica perto da residência onde ele cometeu o feminicído. O caso foi registrado no 66ª DP de Piabetá e pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

Esta não foi a primeira vez que o suspeito atacou um familiar. No natal de 2016 ele foi acusado de tentar esfaquear outra filha, que na época tinha 19 anos.

Dois mortos após roubo de carro

Dois suspeitos de terem roubado um carro foram mortos após confronto com policiais militares no início da noite desta quarta-feira (27). O caso aconteceu no bairro da Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

De acordo com informações passadas pela Polícia Militar, os policiais do 6º Batalhão foram acionados para atender a uma ocorrência de roubo de veículo.

Houve perseguição e troca de tiros e dois suspeitos foram baleados na altura da Rua Gonzaga Bastos e morreram. Um terceiro elemento conseguiu fugir após roubar um segundo veículo. Nenhum PM se feriu na ação.

Presos com notas falsas

Policiais do 66º DP de Piabetá, em ação conjunta com 34º BPM de Magé, estouraram uma fábrica de notas falsas no Rio de Janeiro, no último final de semana.

Três pessoas foram presas em flagrante.

Com eles, foram apreendidos 3.900 reais em notas de cem falsas, todas elas com o mesmo número de série, além de 4 mil reais em notas verdadeiras, dinheiro proveniente da venda das notas falsificadas.

Também foi apreendido um cordão de metal amarelo e uma carteira com documento de um órgão inexistente. Om grupo confessou que comercializava as notas na proporção de 4 por 1. Eles foram enquadrados no artigo 289 do código penal.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!