Após o pastor Valdemiro Santiago querer vender sementes de feijões ungidos por R$ 1.000, agora foi a vez de R.R. Soares, líder da Igreja Internacional da Graça, anunciar que pacientes da Covid-19 estão sendo curados por conta de uma suposta água consagrada por ele.

Em seus programas exibidos por algumas emissoras de TV, que vendem o horário na grade, ele pedia doações enquanto descrevia as propriedades milagrosas da ingestão da água por ele consagrada combinada com suas orações.

Exemplos de cura

Durante o vídeo, uma assistente do pastor diz que há dois fiéis que se curaram através da água consagrada e das orações.

Ele diz que um deles, que mora no Rio de Janeiro, recebeu alta após 11 dias internado. Já o outro caso é de uma mulher, que ficou 15 dias no respirador e foi curada após a oração.

Posteriormente, R.R. Soares questionou outro assistente de quantos testemunhos ele tinha de pessoas curadas da Covid-19. Ele então prontamente responde que são seis testemunhos, o primeiro deles de um homem do Rio de Janeiro, que relatou que a filha havia ficado oito dias internada “mas depois da oração e do copo com água ela está curada".

A narrativa segue falando de outros casos que obtiveram a cura coincidentemente após tomar o copo de água e as orações do pastor. No entanto, não há nenhum testemunho presencial, apenas narrado em segunda ou terceira mão.

Isolamento social causa pânico nos pastores

O isolamento social, que por consequência trouxe a proibição da realização de cultos, seja de qualquer Religião, trouxe um grande problema aos líderes de igreja, que viram as doações caírem em tempos de pandemia.

Segundo informações do colunista Ricardo Feltrin, do portal UOL, vários líderes religiosos, como Edir Macedo, Silas Malafaia e o próprio R.R.

Soares, têm pressionado as autoridades para autorizarem a reabertura dos cultos. R.R. Soares, por exemplo, chegou a pedir doações via boletos online.

Ainda segundo Feltrin, as igrejas também têm pressionado as emissoras de TV das quais locam espaço na grande de programação a reduzirem os valores cobrados.

Retirada dos vídeos

O Ministério Público já se manifestou sobre o caso e, assim como foi feito no caso das sementes de feijão, pedirão a retirada dos vídeos dos canais da igreja nas redes sociais. Além disso, R.R. Soares poderá ser acusado pelos procuradores de estelionato e charlatanismo.

A Organização Mundial da Saúde lembra que ainda não existe qualquer remédio ou vacina que cure ou imunize pessoas da Covid-19.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Religião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!