Chegou ao fim a relação entre a TV Globo e o apresentador Zeca Camargo, que já durava 24 anos. O ex-apresentador do "Fantástico" e atualmente no semanal "É de Casa", não chegou a um acordo de renovação com a emissora.

De acordo com uma nota enviada à colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, a decisão de não dar continuidade ao vínculo foi tomada em comum acordo entre a empresa e o apresentador. O texto diz ainda que Camargo continuará com as portas abertas para possíveis projetos, em todas as plataformas.

A decisão, ainda de acordo com a TV Globo, foi tomada em sintonia com novas dinâmicas de parceria entre o mercado e a emissora.

Zeca chegou em 1996

Vindo da extinta MTV, Zeca Camargo iniciou sua trajetória na TV Globo no ano de 1996, quando passou a integrar o dominical "Fantástico", onde acumulava as funções de apresentador e coordenador de novos projetos e formato da atração, onde também comandou diversas séries e reportagens e fez entrevistas com renomados nomes internacionais, como Mick Jagger, Madonna, Paul McCartney e Lady Gaga.

Zeca também esteve à frente do "No Limite", primeiro reality show exibido no Brasil, no ano 2000. Ainda na linha de reality, também apresentou "O Jogo" e "Hipertensão". Em 2013, ele deixou o "Fantástico" de forma definitiva para comandar o "Vídeo Show", em uma de suas várias reformulações.

Sua passagem pelo tradicional programa foi breve e após não conseguir alcançar os índices de audiência desejados pela cúpula, ele foi sacado da atração.

Em 2015 ele se juntou a outros apresentadores no "É de Casa", que é apresentado todos os sábados, junto com André Marques, Cissa Guimarães, Ana Furtado e Patrícia Poeta.

Esse foi seu último projeto na casa.

Na mesma nota divulgada pela emissora, Zeca diz que leva as melhores lembranças desses 24 anos de colaboração e disse que aprendeu muito no tempo em que ficou na emissora. “Por todo esse aprendizado, só tenho gratidão”, disse. Nas redes sociais o apresentador ainda não se manifestou.

Zeca não deverá ser o único

A saída de Zeca Camargo deverá puxar uma fila de uma série de desligamentos que a emissora promoverá em um processo de reestruturação que vem sendo desenvolvido desde o ano passado. Algumas demissões pontuais, como de Bruna Marquezine, já haviam ocorrido no ano passado. Outros atores e até diretores poderão seguir o mesmo caminho.

Além de desligar alguns artistas, a emissora também vem trabalhando na renegociação dos salários de algumas de suas principais peças do elenco.

De acordo com informação divulgada pela coluna Na Telinha, do UOL, as demissões atingirão todos os escalões da emissora. Além da TV aberta, Globosat e a gravadora Som Livre também deverão atravessar o mesmo processo.

Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!