Isabele Guimarães Ramos, uma adolescente de apenas 14 anos, morreu após ser atingida por um disparo de arma de fogo realizado por uma amiga da mesma idade, em um condomínio de luxo, localizado no bairro Jardim Itália, em Cuiabá, MT.

O tiro que resultou na morte de Isabele teria sido um suposto acidente. A Polícia foi informada e ao chegar na residência encontrou o corpo próximo ao banheiro, porém constataram que a cena do crime havia sido adulterada. Por volta das 22h30, uma equipe do Samu foi chamada para atender a garota, porém ela já estava morta quando chegaram.

Acusada

A amiga de Isabele, que também tem 14 anos, residia no local do crime.

Ela afirma que o disparo foi um acidente. A arma, projétil e cápsula foram apreendidas pela polícia e encaminhadas para perícia. A responsável pelo tiro será interrogada na terça-feira (14).

De acordo com informações da polícia, as meninas não estavam sozinhas no imóvel. Três adolescentes e a mãe da acusada estavam com as duas. A identidade dos jovens, assim como o tipo de relacionamento com as meninas, não foram divulgados.

Na residência foram encontradas sete armas de fogo, duas delas sem registros, o que resultou na prisão em flagrante do pai da autora do disparo por porte ilegal de armas. Após pagamento de fiança, o homem, praticante de tiro esportivo, foi liberado pela Justiça e responderá o processo em liberdade.

Investigação

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa trabalha nas investigações com a hipótese de um acidente, no entanto, como a suspeita é menos de 18 anos, o crime análogo a homicídio também esta sendo investigado pela DHPP.

O delegado responsável pelo caso Olímpio Fernandes afirmou que só irá se pronunciar quando tiver em mãos todos os laudos necessários e informações colhidas.

A identidade da acusada e de seu pai não foram divulgadas em cumprimento da lei de abuso de autoridade, que impossibilita os agentes de fornecer dados das vítimas.

Declaração do irmão

O irmão de Isabele falou sobre o ocorrido em suas redes sociais. O garoto que já perdeu o pai, mencionou que sua irmã era linda e que por mais que fosse chata às vezes, era um amor sempre.

Ele relembra a morte do pai e diz que o sentido da vida é sofrer, e que tudo que queria era poder dar um beijo e um abraço em Isabele.

O pai de Isabele, o neurocirurgião Jony Soares Ramos, morreu em 2018, quando estava dirigindo uma motocicleta BMW e uma vaca passou a sua frente. Sem conseguir desviar, ele bateu no animal e morreu no local.

Jony Soares era um médico renomado no estado do Mato Grosso, pois foi o primeiro neurocirurgião a realizar uma cirurgia para cura do mal de Parkinson em um paciente.

Enterro

O corpo de Isabele seria enterrado na tarde desta segunda-feira em Cuiabá, porém o enterro não contará com velório devido às medidas de segurança referentes a pandemia do novo coronavírus.

Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!