Um grave acidente de carro tirou a vida de quatro jovens na última sexta-feira (28), em Santa Maria, no Rio Grande do Norte. As moças eram da zona rural de Mossoró e se descolavam para passar o final de semana em Natal, para comemorar a contratação da mais velha delas.

Quatro jovens morrem em acidente

As meninas, que possuíam entre 15 e 20 anos, estavam realizando a primeira viagem sozinhas, quando um acidente tirou a vida das mesmas. Evelin Raiane, de 20 anos, tinha sido contratada por uma empresa de produção de frutas e por isso mesmo estava indo comemorar. Com ela viajavam a sua irmã Maria Izabel, de 17 anos; Isabel Medeiros, de 15 anos, que era tia das meninas e morava há meses com a família, sendo tratada como uma irmã das mesmas; e Rayanni Silva, 17 anos, amigas das três.

A família contratou um motorista para levar as jovens até Natal. Elas saíram de Mossoró por volta das 8h30 e o acidente ocorreu por volta de 12h, na BR 304, faltando 79 quilômetros para chegar em Natal. A previsão era passar o fim de semana na praia de Ponta Negra e voltar no domingo.

O carro em que as meninas estavam chocou lateralmente contra uma carreta, que estava no sentido oposto, e os veículos foram parar em uma área descampada na beirada da BR. Apesar de todos os passageiros estarem de cinto de segurança, as jovens vieram a óbito e o motorista do carro, 35 anos, se encontra em estado grave em um hospital de Natal. O motorista do caminhão não se feriu e contou que o motorista do carro teria tentado fazer uma ultrapassagem para evitar colidir com uma fila de carros que estava parada devido a uma obra na via.

Pai das meninas desabafa

O agricultor Jonacir Ferreira, pai de Evelin e de Maria Izabel, disse que tem sentido muita coisa desde o dia do acidente e que se encontra arrasado. Ele disse que só se encontra de pé porquê Deus é muito grande, mas que não sabe o que será da sua vida daqui para frente sem as filhas.

As filhas trabalhavam e ajudavam os pais em uma venda na comunidade onde moravam.

O corpo das duas irmãs e da tia delas foram sepultados na manhã deste domingo em Mossoró. Por causa da pandemia do novo coronavírus, somente 45 pessoas puderam entrar no cemitério para se despedir das jovens. Muitas pessoas ficaram em seus carros do lado de fora do cemitério e levaram flores para prestar as últimas homenagens às jovens.

Os corpos das meninas chegaram à cidade na noite do sábado e foram velados durante a noite pela família e pelos amigos em um Centro de Velórios da cidade. A demora ocorreu porque a jovem Isabel, de 15 anos, não possuía documento de idade e seu corpo só foi liberado após uma liminar da justiça. O corpo de Rayane Silva, foi enterrado ainda no sábado (29), na Paraíba.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!