Um homem foi detido em flagrante por um suposto abuso em um hotel localizado na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. O caso aconteceu na última segunda-feira (19).

Segundo informações passadas pela Polícia, Fábio de Oliveira de Barros, de 37 anos, é funcionário do America's Barra Hotel e teria atacado uma hóspede, que veio do Pará para o Rio de Janeiro para fazer um curso.

De acordo com o relato da vítima, Fábio teria entrado em seu quarto e passado a mão em suas partes íntimas. Para reagir ao assédio, ela afirmou ter dado um chute no funcionário. Segundo a polícia, após ter sido detido em flagrante, o suspeito optou por se manter em silêncio.

Em nota, o hotel afirmou repudiar todo e qualquer tipo de agressão, seja ela física ou moral. Além disso, eles também afirmam estar ajudando a polícia a esclarecer o crime.

O delegado da 16ª Delegacia de Polícia da Barra da Tijjuca, Henrique Damasceno, afirmou que as câmeras de segurança do local flagraram parte da ação do suspeito. Ele conta que a equipe policial conseguiu imagens, fez pericia e tomou todas as medidas cabíveis, para que assim todas as provas fossem colhidas possibilitando assim “a responsabilização do autor”.

O ataque

Por volta das 21h da última segunda-feira (19), a vítima deu entrada no hotel. Após ter passado mal, ela havia sido acompanhada por uma amiga até o local. No elevador, Fábio aborda as amigas pela 1ª vez.

Proibida de permanecer no local porque não era uma hóspede, a amiga vai embora deixando a vítima sozinha no quarto.

Momentos depois, as câmeras de segurança flagraram Fábio batendo à porta da vítima, que não abre. Depois disso, ele deixa o local, retorna com uma chave-mestra e entra.

De acordo com a vítima, ela se assustou ao ouvir “o barulhinho do cartão magnético” liberando a porta de seu quarto.

Ela conta que ele se identificou dizendo ser o motorista de sua amiga que, segundo ele, estaria na recepção do hotel preocupada.

Até esse momento, ela afirma que a história batia. Ele então afirmou que iria apagar a luz e, neste momento, tocou-a, questionando se ela realmente estava bem. Neste momento, a vítima respondeu que estava bem e afirmando que “ele poderia ir”.

Mesmo assim, o funcionário continuou no local falando que sua amiga estava preocupada e, aos poucos, foi abaixando sua mão. Neste momento, a vítima diz que Fábio “baixou a mão mesmo” e botou em suas partes íntimas. Para revidar o abuso, a hóspede desferiu um chute contra o suposto abusador. Toda a ação durou em torno de quatro minutos. Câmeras de segurança do andar flagraram a fuga do mensageiro, que deixou o local correndo pelo corredor.

Após o suposto abuso, a vítima afirma ter passado a noite acordada com medo de que Fábio retornasse, já que o mesmo tinha livre acesso ao seu quarto.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!