Um homem de 33 anos foi preso após matar os próprios pais a golpes de enxada e facadas em Acarape, cidade que fica na região do Maciço de Baturité, a 62 quilômetros de Fortaleza, no Ceará. O crime aconteceu na manhã desta quarta-feira (18) e o suspeito foi amarrado por populares até a chegada da Polícia, que o prendeu em flagrante.

De acordo com informações passadas pelo delegado da cidade de Redenção, Cleidsom Pereira Fernandes, o duplo homicídio foi cometido na casa onde o casal morava, no Bairro Marrecos.

Uma nota divulgada pela Polícia Civil, Rafael Silva Freitas teria matado seus pais enquanto eles dormiam.

As vítimas foram identificadas como Ubiraci Lima de Freitas, de 54 anos, e Maria Silva de Freitas, de 55 anos.

Ainda de acordo com as autoridades, Rafael, que é usuário de drogas, teria decidido matar os pais após descobrir que eles pretendiam interná-lo em uma clínica de reabilitação.

Devia para traficantes

João Bosco, vizinho do casal morto, informou ao portal G1 que o crime aconteceu por volta das 6h e que foi possível ouvir gritos vindos da casa da vítima. Ele relatou ainda que acordou com esses gritos e, ao sair na rua para ver o que estava acontecendo, viu a filha do casal correndo com as mãos sujas de sangue e dizendo que os pais haviam sido assassinados.

Ainda de acordo com informações da polícia, os corpos estavam na sala e na cozinha.

O homem levou facadas na garganta além de golpes de enxada na cabeça. Já a mulher morreu após ser esfaqueada na barriga.

O suspeito do crime foi amarrado por vizinhos até a chegada da polícia. Ele foi levado para um hospital e posteriormente encaminhado para Delegacia Municipal de Redenção. Ele foi autuado em flagrante por homicídio doloso, ou seja, quando existe a intenção de matar.

João Bosco disse ainda que o suspeito era usuário de drogas e tinha uma dívida com traficantes. De acordo com ele, Rafael devia cerca de 6 mil reais e queria que ela fosse paga pelos pais, que se recusaram a dar o dinheiro. “Os pais dele recusaram e foram mortos", afirma”, disse o vizinho.

Rafael não tinha trabalho fixo e já havia sido internado por cerca de um ano em uma clínica de reabilitação, de onde saiu recentemente.

Histórico de agressões

Um amigo da família afirmou que Rafael, além de ser usuário de drogas, também costumava consumir bebida alcoólica e já havia tido desentendimentos com o pai, inclusive chegando a agredi-lo com uma barra de ferro.

Outro vizinho lembrou que um dia antes viu o suspeito amolando uma faca e aconselhou ao pai internar o rapaz.

Os pais de Rafael trabalhavam em uma empresa de tintas e também eram pais de uma jovem, que mora ao lado da casa. As vítimas também tinham dois netos.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!