É grande o número de jovens que perdem a vida em acidentes de trânsito. Um casal de jovens namorados perdeu a vida no último sábado (28), em um acidente de moto na BR-226, em Macaíba, Grande Natal, no Rio Grande do Norte.

Pai atende acidente da própria filha

Gabriella Nascimento de Góis, de 19 anos, e João Vitor Lima da Silva, de 21, trafegavam em uma moto quando bateram na lateral de uma caminhonete que cruzava a BR-226. O casal foi arremessado para dentro do veículo e morreram no local. O condutor do carro fugiu do local do acidente, abandonando o veículo.

O sargento da Polícia Militar Severino Góis, de 54 anos, recebeu o chamado para atender o acidente e a pior surpresa aconteceu ao descobrir que uma das vítimas era a sua filha Gabriella.

Segundo o homem, essa foi a "pior experiência da vida". Ele disse ainda que no momento que descobriu que era a filha, só pediu muita força a Deus.

O policial contou que quando chegou ao local, viu que havia uma viatura da PRF e pensou que, como o acidente tinha ocorrido na BR, e não na estrada de terra, o atendimento pertencia à PRF, e encostou a viatura com sua equipe ao lado.

Como policial descobriu que vítima era a filha

Severino contou que quando chegou no local do acidente viu a motocicleta toda destruída e pensou que a pancada tinha sido violenta. Ele conta que ao olhar pela parte de trás da moto viu um capacete rosa e reconheceu o objeto.

O policial teria dito na hora que conhecia o capacete, pois era da sua filha. Ele conta que veio um rapaz e pediu calma a ele e que era a Gabi uma das vítimas do acidente.

Severino disse que Jesus deu a ele forças e coragem naquele momento, e que ao deslocar até o carro, viu seu genro de costas, preso às ferragens do veículo, do lado do passageiro.

Ele diz ter visto os pés da filha e corrido do outro lado do veículo, onde abriu a porta e viu sua filha, como se estivesse dormindo. Severino contou que naquele momento pediu a Deus para lhe dar forças, pois sabia que sua filha e seu genro haviam morrido.

O homem ficou ao lado do acidente até que o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) chegasse para liberar os corpos. O policial deu uma entrevista à TV Cabugi, onde revelou que a filha pretendia ser policial rodoviária federal e que estava estudando para realizar esse sonho. Segundo o homem, a filha era muito estudiosa e na última semana havia dito que ia dar muito orgulho ao mesmo ao ser policial rodoviária federal, mas que não teve tempo.

Os jovens João Vitor e Gabriella estavam namorando há um ano e planejavam noivar em breve. O rapaz foi velado na Igreja Adventista, em Macaíba, e Gabriela foi velada na casa da família, às margens da rodovia, onde ocorreu o acidente.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!