Um caso de morte de um bebê, de apenas um mês de vida chocou a população do distrito de Posto da Mata, que faz parte da zona rural de Nova Viçosa, na Bahia, no último sábado (28). O recém-nascido foi afogado e morto pela namorada do seu pai, de 41 anos, após uma crise de ciúmes, pelo fato do homem se negar a passar a noite com ela.

Segundo as informações divulgadas, a Mulher se encontrava na casa do rapaz, em uma confraternização com a sua família. O bebê também estava na residência, dormindo no sofá do local, enquanto as outras pessoas estavam do lado de fora.

A mulher teria sugerido ao rapaz que os dois tivessem uma "noite romântica" e assim pudessem dormir juntos.

O homem teria negado, dizendo que tinha que cuidar do filho recém-nascido. Por não gostar da resposta do namorado, a mulher entrou no imóvel, pegou o bebê no sofá e o afogou em um reservatório de água que tinha no local.

Família desconfia de atitude da mulher

Depois que a mulher entrou na residência e tirou a vida do bebê, ela retornou ao lugar onde as pessoas estavam reunidas, como se nada tivesse acontecido, mas os familiares do rapaz desconfiaram da atitude da mesma e entraram na casa para olhar a criança.

Quando entraram no imóvel, os parentes da criança notaram que ele havia desaparecido do sofá, onde estava dormindo. A mãe do bebê teria chegado à residência neste momento e, ao procurar a criança pelos cômodos da casa, encontraram o corpinho do mesmo afogado no reservatório de água.

Uma ambulância do Samu foi chamada ao local do afogamento para realizar o atendimento ao bebê, mas apenas constataram que ele já estava morto. No momento em que viu que a criança estava morta, a suspeita tentou fugir do local, mas foi contida pelas pessoas presentes.

Eles mantiveram a mulher na casa, até que a polícia chegasse para registrar o boletim de ocorrência.

A mulher, acusada de afogar e matar o filho do companheiro, foi autuada em flagrante pela equipe policial e encaminhada para uma delegacia da região. A mulher responderá por homicídio doloso, quando há a intenção de matar.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!