Está fazendo muito calor, não está? Em um país tropical como o Brasil, apenas abrir os vidros, muitas vezes, não é suficiente. Quando o clima não é insuportavelmente quente, chove [VIDEO], tornando obrigatório fechar os vidros. Antes um item de luxo, hoje em dia, o ar-condicionado automotivo é necessário praticamente todo o tempo em que se está no trânsito.

Além de conforto, vidros fechados e ar-condicionado ligado proporcionam um considerável ganho em qualidade de vida, uma vez que motorista e passageiros se expõem menos ao barulho e à poluição. No entanto, usado ou conservado incorretamente, o ar-condicionado causa efeito contrário, podendo, inclusive, trazer uma série de prejuízos à saúde.

Por isso, confira 6 dicas para manter o ar-condicionado automotivo em boas condições:

1 - Consulte o manual de proprietário

Para o ar-condicionado e para a vida! Cada dispositivo tem opções diferentes, com formas particularidades de funcionamento. Os manuais também costumam dar instruções de como manter o ar-condicionado.

2 - Ligue o ar, pelo menos, uma vez por semana

Mesmo no frio, faça isso por 10 minutos, pelo menos. O gás e o óleo vão circular, mantendo a lubrificação dos componentes.

3 - Desligue pouco antes do fim da viagem

Tubulações úmidas ajudam na proliferação de fungos. Pensando nisso, da mesma forma que ao ligar o ar as peças são lubrificadas, ao desligá-lo, a umidade interna dos dutos é diminuída. Ligue a ventilação para ajudar a secar essas tubulações. Isso ajudará a manter o ar-condicionado funcionando melhor e aumentará sua vida útil.

4 - Não use a recirculação por muito tempo

Com a recirculação, o resfriamento é maior e o filtro de pólen é preservado. Isso porque, nesse modo, o sistema de refrigeração capta o ar do interior do veículo, não do exterior. Porém, como o ar só circula, sem ser renovado, a opção pode causar problemas à saúde se for usada por tempo prolongado.

5 - Faça a higienização anualmente

O valor do serviço varia entre R$50,00 e R$100,00. Não é muito se parar para pensar que é só uma vez por ano [VIDEO]! No entanto, se, antes de completar esse período, você sentir odores estranhos ou que o ar está mais fraco, não espere. Uma novidade [VIDEO] no mercado são os sprays limpadores, que permitem a higienização caseira.

6 - Troque o filtro de pólen a cada 20 mil km

Filtro de pólen (ou de cabine) funciona de forma parecida com o filtro de ar do motor. É ele que impede que fumaça, poeira e odores do exterior do veículo passem para o interior. O filtro cheio faz o ar passar com mais dificuldade e pode fazer o sistema emitir ruídos um tanto quanto desagradáveis.

Para finalizar, algumas dicas bônus: desfaça alguns mitos sobre o ar-condicionado automotivo!

Ligado, o aparelho gera um aumento de apenas 10 a 20% no gasto de combustível e, ao contrário do que se possa imaginar, a potência selecionada não influi nesse consumo. Gostou? Então aqui vai outra boa notícia: dificilmente será necessário completar ou repor o gás ou o óleo (somente se houver algum vazamento).