Quem quer passar para outro patamar de qualidade no som automotivo, mas não sabe se opta por um módulo amplificador convencional ou um de alta voltagem, deve, antes de tudo, se fazer as seguintes perguntas: para qual tipo de veículo é o equipamento? Quantos alto-falantes ele tem? Qual é a finalidade do uso?

Antes de responder, é importante entender o que é um módulo alta voltagem e qual a sua diferença para um normal. Enquanto o módulo convencional possui uma alimentação de 12.6v, um de alta voltagem usa energia de alta tensão. Recomendado para quem usa muitos amplificadores, o módulo alta voltagem é indispensável para conjuntos com mais de oito alto-falantes.

Prós

Um benefício que se nota logo de cara é que ele é menor do que um convencional. Como se isso não bastasse, também pode chegar a ser até quatro vezes mais potente. Em outras palavras, é menos espaço para uma potência muito maior. O módulo alta voltagem também representa menor despesa com amplificador, bateria, componentes elétricos e fiações.

Para se entender o porquê disso, é preciso ter em mente o seguinte: toda transformação, inversão e aumento de tensão necessita que a energia passe por uma série de componentes eletrônicos. Esses processos consomem a bateria e acarretam perda de calor.

O módulo normal trabalha com tensão de 12.6v. Essa é uma voltagem pequena para o funcionamento dos amplificadores, que precisam elevar essa tensão para poderem trabalhar.

Em contrapartida, o módulo alta voltagem não passa por essa etapa de elevação da tensão, já que recebe uma voltagem já elevada. Sendo assim, precisa de menos componentes eletrônicos e fiação. Além disso, como a energia somente é modulada conforme o sinal de áudio, ele aquece menos, tendo menor risco de queima nas saídas dos amplificadores.

Contras

O principal ponto negativo é o risco de choque elétrico. Apesar de aquecer menos, um curto-circuito em um aparelho desses gera mais calor do que em um módulo normal. Além do choque, uma instalação mal feita pode queimar o amplificador. Por isso, a instalação deve ser minuciosa, usando voltímetro e carregador alta voltagem.

Outra desvantagem é que, já que necessita de uma tensão maior, o módulo alta voltagem também precisa de mais baterias: pelo menos 10, ligadas em série. Dessa forma, todo o espaço economizado pelo tamanho do módulo é perdido pela quantidade de baterias, além de deixar o conjunto mais pesado.

Isso impede que seja utilizado em qualquer tipo de veículo (picapes e utilitários são mais indicados do que carros de passeio comuns, por exemplo). Há também a limitação quanto ao uso dos amplificadores: não é recomendado utilizar com o carro em movimento. Ou seja, o módulo alta voltagem é para festas e campeonatos, não para o dia a dia.

Não perca a nossa página no Facebook!