Este artigo tem como alvo informar aos consumidores de leite o que eles realmente andam consumindo. Poucos sabem o que de fato existe no leite de vaca, pois essa informação não é divulgada pela mídia brasileira.

Devido ao modo como o leite é retirado, num processo industrial pode ser encontrado pus, sangue e até mesmo fezes de vaca. Em relação às fezes, elas apenas serão encontradas se não forem seguidas as normas de higiene.

A retirada do leite é muito diferente do que as pessoas pensam. Não é um fazendeiro velhinho tirando o leite de sua vaca depois de esperar que ela naturalmente o produza.

Publicidade
Publicidade

Por que isso é permitido?

Mesmo existindo essas substâncias no leite que é vendido para as pessoas, existe um padrões de qualidade mundialmente usados pelas indústrias a fim de monitorar a quantidade dessas substâncias e aferir a qualidade no leite. Foi definido um valor máximo CSC (Contagem de Células Somáticas) e CBT (Contagem Bacteriana Total). Mas o que isso significa? Isso quer dizer que é permitida certa quantidade de pus. No Brasil o limite de células somáticas é de 400 mil/ml.

Publicidade

E o limite de bactérias é de 100 mil/ml.

Segundo o especialista em gestão de propriedades leiteiras, Avelino Manoel Corrêa, da Associação Paranaense dos Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH), ainda que as regras permitam 400 mil/ml para CSC e 100 mil/ml para CBT, esses números não são os ideais para o parâmetro de qualidade. Para conseguir um leite de qualidade, o ideal seria 250 mil CCS e menos de 10 mil na CBT.

Apesar dessas informações, a indústria alimenta o discurso de que não há riscos de saúde na ingestão do leite.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Saúde

Segundo o setor, mesmo que as vacas estejam com as glândulas inflamadas ou contaminadas, o leite retirado é pasteurizado, eliminando assim qualquer risco de contaminação a população.

Mas como ficam os ossos?

Segundo um estudo feito pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, averiguou-se que não há como provar cientificamente que a ingestão de leite seja essencial aos humanos. O cálcio dietético adequado para a Saúde dos ossos - muitas vezes citado como a principal razão para o consumo elevado de leite - pode ser obtido de muitas outras fontes.

Existem outros alimentos que são ricos em cálcio, como, por exemplo, castanha-do-pará, feijão de soja cozido, quiabo cozido, brócolis cozido, folhas de mostarda cozidas, ameixas secas e espinafre. Para finalizar esse artigo pode-se afirmar que o leite de vaca não é essencial a humanos. É imprescindível para bezerros.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo