Espirrar é uma reação comum do corpo de todo ser humano. Em época de inverno ou quando o tempo está muito seco, espirrar é bastante normal. Mas muitas pessoas têm o hábito de segurar o espirro quando ele vem, e isso pode ser muito perigoso.

Não é sempre que dá para espirrar livremente. Um exemplo é dentro do elevador, onde a solução que as pessoas encontram é segurar o espirro. Mas fazer isso pode ser muito perigoso para a Saúde. Isso acontece porque o ato de espirrar é uma maneira que o corpo tem de eliminar corpos estranhos do sistema respiratório.

Quando o espirro vem, ele tem uma velocidade de até 160 km/h, segundo estudos de cientistas. O ar em uma velocidade tão alta gera uma grande pressão dentro do corpo, que só é aliviada com a expulsão do ar pelo ato de espirrar.

Prender o espirro pode ser perigoso

Quando as pessoas tapam o nariz e a boca, no intuito de parar o espirro, podem causar sérios problemas dentro do organismo. Podem haver lesões nos tímpanos, por exemplo. Para pessoas que sofrem com a osteoporose, podem haver até fraturas nas costelas, e para aqueles que já são propensos, pode haver até um acidente vascular cerebral (AVC).

Ter um espirro com o som muito alto ou quase sem a presença dele é totalmente normal. Mas quando a pessoa se encontra em situação na qual não é educado espirrar, existem algumas técnicas para o fazer sem sofrer danos a saúde. Uma delas é colocar a dobra do braço na frente da boca, mas sem tampar, isso vai abafar o som do espirro. A recomendação dos médicos é que se evite abafar o espirro e deixar o ar sair livremente, se fizer isso, raramente terá problemas por causa dos espirros.

Homem rasga a faringe por segurar espirro

Pode até parecer mentira, mas esse caso realmente aconteceu. Um homem de apenas 34 anos foi parar no pronto-socorro por causa de um espirro. Ele chegou ao hospital com o pescoço inchado e sentindo muita dor para se alimentar, além de não reconhecer mais a própria voz.

Segundo o periódico científico BMJ Case Reports, o homem teria rasgado a faringe quando segurou um espirro.

O britânico teve de ficar uma semana internado no hospital, tendo de se alimentar por uma sonda e tomando antibióticos por via intravenosa, até o rasgo na faringe se cicatrizar.

Os exames feitos no hospital revelaram que quando o homem respirava, parte desse ar saia pelo buraco da faringe e estava formando bolhas no músculo atrás do pescoço. Depois que o ar parou de vazar, o homem teve alta do hospital e os médicos deram a condição de que ele não tentasse parar um espirro nunca mais. Segundo a publicação científica, um vazamento de ar sob a pele com perfuração espontânea da garganta é algo extremamente raro.

Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!