Ao que tudo indica, o ritmo de contágio da Covid-19 no Brasil tem desacelerado nas capitais, mas tem passado por um aumento nas cidades do interior do país.

Isso aconteceu entre o fim de maio e o começo do mês de junho, de acordo com o levantamento que foi feito pela plataforma Farol Covid, que analisou as 124 cidades que foram mais afetadas pela pandemia.

Estas cidades, juntas, segundo a plataforma, somavam 29.122 mortes na última segunda-feira (8), o que mostrou 80% do acumulado no Brasil até o momento. O levantamento foi obtido com exclusividade pelo portal G1 e mostrou em detalhe a situação nas 10 cidades com maior e nas 10 cidades com menor ritmo de contágio da doença atualmente.

De acordo com esse levantamento, é apontado que sete das 10 cidades atualmente que possuem o maior ritmo de contágio da doença estão localizadas no Pará.

Este ritmo é simbolizado pelo Rt, que é um número que traduz a respeito do potencial de propagação de um vírus. Quando ele é superior a 1, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa e a doença acaba avançando.

Quando o número é menor que 1, isso significa que há doentes que não transmitem a doença a mais ninguém, de acordo com o que foi fito pela coordenadora de Tecnologia e Dados na Impulso, Ana Paula Pellegrino. Ela ainda explica que a expectativa diante disso é que a curva da doença passe a se inclinar para baixo.

Cidades com baixo índice de proliferação do vírus

Os dados que foram obtidos através do portal Farol Covid mostram que a cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, contou com um Rt de 0,99, que é o mais baixo entre as que foram analisadas.

Enquanto isso, Barcarena, no Pará, ficou no lado oposto da análise, com Rt de 2,36, o mais alto.

Desta forma, a estimativa é de que a cada infectado no local, em média, ele vá transmitir a doença para pelo menos mais duas pessoas da área onde está localizado.

Esta análise feita leva em consideração os dados das secretarias estaduais de saúde entre os dias 23 de maio e a última segunda-feira (8).

Foi usado para isso um modelo matemático específico para que fosse feita a análise de epidemias, que permite que seja feita a produção do Rt estimado.

De acordo com o levantamento que foi feito pelos especialistas da plataforma, foi apontado que a maioria dos municípios que indicaram um maior ritmo de contágio, estão localizados no estado do Pará, e com isso, sete de dez cidades, das quais seis acompanham a trajetória do rio Tocantins.

A maior parte dos municípios que teve este ritmo mais acelerado do contágio da doença estão ao redor da capital, Belém.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!