Nosso corpo precisa de energia para realizar as atividades diárias mais simples. Desde levantar os braços e pegar objetos no armário até correr 20 quilômetros, os carboidratos são o combustível necessário para garantir que o corpo funcione adequadamente.

Também chamados de açúcares, eles garantem força e, assim, aperfeiçoam o funcionamento de órgãos e músculos.

Os carboidratos são nossa principal fonte de energia. Eles também são responsáveis ​​pelas atividades diárias, como caminhar, correr e trabalhar. Seu consumo é vital para nossa sobrevivência.

Ele executa uma variedade de funções no corpo humano, incluindo nutrição para células do sistema nervoso central. O corpo utilizará todos os equipamentos para manter a nutrição dessas células, pois o fornecimento de glicose não pode ser interrompido.

Os tipos de carboidratos

  • Carboidratos complexos (de alta qualidade): são bons porque são ricos em fibras e nutrientes. Um baixo índice glicêmico ajuda você a se abastecer com menos calorias e a promover naturalmente o metabolismo. Eles são encontrados em: pão de trigo integral, cereais de farelo, vegetais verdes e frutas frescas.
  • Carboidratos simples (ruins): eles são ruins por causa de seu baixo teor de fibras e nutrientes; alto índice glicêmico; calorias vazias convertidas em gordura e açúcar elevado no sangue. São encontrados em: doces e sobremesas, cereais açucarados, refrigerantes, bebidas doces e pães refinados.

Carboidratos são importantes na dieta

Todos os carboidratos devem ser consumidos com eficiência, ou seja, por meio de alimentos ricos em fibras, como o pão integral.

Para quem se exercita regularmente, os carboidratos são os nutrientes mais importantes dos alimentos.

Isso ocorre porque esse nutriente ajudará a maximizar o estoque de calorias antes do exercício e fornecerá energia durante o exercício, além de desempenhar um papel fundamental durante a recuperação dos músculos após o exercício.

As fibras dos alimentos nada mais são do que carboidratos complexos, que não são digeridos no intestino, mas são fermentados e eliminados nas fezes.

A fibra também desempenha um papel importante no corpo, pois, além de ajudar a manter a função gastrointestinal e elevar a saciedade, a fibra também retarda a absorção da glicose nos alimentos, evitando assim um aumento acentuado do açúcar no sangue.

Os alimentos ricos em fibras incluem vegetais, feijão, frutas, grãos inteiros e legumes.

Os problemas da deficiência de carboidratos

Humor e bem-estar podem ser afetados pela falta de carboidratos no organismo. Isso porque esses nutrientes são importantes para a produção de serotonina, um neurotransmissor responsável por essas sensações em nosso cérebro. Mas não é só isso.

O sistema imunológico também pode ser afetado. São os músculos que fornecem glutamina para formação das células imunes e, na ausência dos carboidratos, é a massa muscular que passa a fornecer energia para o organismo.

A falta de carboidratos ainda pode gerar falta de energia, fadiga, mau hálito e ainda afetar o fígado, órgão que armazena o glicogênio.

Tudo é equilíbrio. Ingerir altas quantidades de carboidratos pode ser tão prejudicial quanto qualquer excesso. Por isso, é fundamental receber orientações adequadas de um profissional de nutrição para que se possa chegar a um denominador comum de quanto carboidrato o seu corpo deve ingerir.

Siga a página Saúde
Seguir
Siga a página Dieta
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!