O dia 4 de dezembro é uma data para ser lembrada, pois a Netflix divulgou na última quarta-feira (21) o primeiro trailer do filme "Mank".

O longa-metragem marca o retorno de David Fincher à direção depois de seis anos afastado do comando de uma produção feita para o Cinema. Seu último longa para o cinema havia sido "Garota Exemplar".

Parceria de sucesso

O diretor de obras aclamadas como "Seven" tem um histórico de produções bem sucedidas na plataforma de streaming. São dele as séries: "House of Cards", "Mindhunter" e "Love, Death + Robots".

Antes de tentar a sorte com a gigante do streaming, David Fincher apresentou seu projeto para grandes estúdios de cinema.

Ousadia

Nenhum deles se interessou em bancar os altos custos de uma obra sem a presença de cores. Mas a Netflix já tinha investido em outra produção com ausência de cores, o drama "Roma", o filme dirigido por Alfonso Cuarón.

O filme acabou se tornando um grande sucesso no streaming e ainda ganhou três estatuetas no Oscar.

Do que se trata

O filme é uma cinebiografia do crítico social e roteirista com problemas com bebidas alcoólicas Herman J. Mankiewicz.

O roteirista é simplesmente o responsável pelo roteiro de uma das maiores obras do cinema em todos os tempos, "Cidadão Kane" (1941), chegando mesmo a ser considerado por alguns como o melhor filme já feito.

A trama irá contar a conflituosa relação entre o roteirista e o cineasta e ator Orson Welles.

O trailer já revela um pouco dos atritos do roteirista com os produtores do filme.

Mank e Orson Welles travaram uma dura batalha para que somente um deles fosse creditado como roteirista de "Cidadão Kane", mas eles tiveram que compartilhar os créditos quando ganharam em 1942 o Oscar na categoria Melhor Roteiro.

Gary Oldman, ator laureado com um Oscar na categoria melhor ator por "O Destino de uma Nação" (2017), interpreta Mank enquanto o papel de Orson Welles ficou para o ator Tom Burk.

No elenco estão ainda: Charles Dance, Arliss Howard, Lily Collins, Amanda Seyfried, Tuppence Middleton, Toby Leornard Moore e Ferdinad Kinsley.

Homenagem

O novo projeto de David Fincher é uma homenagem ao seu pai, o jornalista Jack Fincher, falecido em 2003.

Jack havia escrito um roteiro para "Mank", mas o roteiro que foi usado para o filme da Netflix é de autoria de Eric Roth.

Dentre os personagens reais que estão no filme está Willian Randolph Hearst, que no filme é imterpretado por Charles Dance.

Hearst era um magnata da imprensa que não gostou nada de ter um filme inspirado em sua vida. Ele então tentou de diversas maneiras fazer com que o filme não fosse lançado.

Ele sabotou a carreira do diretor caluniando-o na imprensa e aida espalhou rumores de que Orson Wells era comunista. Além disso, Hearst acusou Hollywood de ter um excesso de imigrantes judeus.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!