É muito comum notar em algumas pessoas duas "covinhas" nas costas, conhecidas como "covinhas de Vênus". O fenômeno é mais comum em mulheres do que em homens. Essas covinhas são causadas por ligamentos sob a pele de suas costas e os recortes que eles criam.

Há várias especulações sobre as diferenças que possa haver entre os indivíduos dotados dessas belas covinhas e os outros seres humanos. Não há evidência alguma, por exemplo, de que as tais covinhas sejam sintomas de qualquer problema de saúde.

Publicidade

Há, por outro lado, quem teorize que os ossos e músculos da Mulher que as possui, especialmente a pélvis e a espinha dorsal, estão dispostos de uma maneira que facilite a circulação de sangue e, possivelmente, o orgasmo. Contudo, não há evidências científicas que confirmem, na prática, o acerto dessa hipótese.

A aparência que as covinhas tomam, ou seja, suas formas e tamanhos, depende de vários fatores, como peso e modelagem do corpo. Exercícios que estimulem as musculaturas das costas do indivíduo podem colaborar para "salientar" as belas covinhas.

A dificuldade em obter as covinhas por meios naturais estimulou a busca por uma solução cirúrgica. A doutora Amanda Wong-Powell, fundadora de uma clínica estética na cidade de Londres, desenvolveu o que chama de tratamento V-Spot. A médica explica que se trata de uma lipoaspiração Vaser e que o procedimento é menos invasivo do que a lipoaspiração tradicional: uma pequena incisão é feita e uma cânula, pequeno tubo adaptável a diversos instrumentos cirúrgicos, é introduzida para absorver gordura que vai sendo degradada através do calor e de vibrações.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Nesse processo, a região vai sendo esculpida e as covinhas podem ser formadas.

A cirurgia custa por volta de dezenove mil reais. O procedimento demora de uma a duas horas e é feito com anestesia local. Embora a cirurgia não seja dolorosa, o paciente sente algumas dores pelos dias seguintes, as quais podem, segundo a doutora Wong-Powell, ser mitigadas pelo uso de analgésicos comuns. É recomendado o uso de uma peça de compressão, que atua diminuindo o inchaço na região da intervenção.