A foto que viralizou na rede registou o momento em que os primatas posavam para uma selfie com os guardas florestais que cuidam dos gorilas desde quando eles eram bebês.

Os Animais recebem os cuidados dos guardas desde o momento que suas respectivas mães foram mortas por caçadores. A foto dos gorilas foi tirada no Virunga National Park, um orfanato para gorilas localizado na República Democrática do Congo.

De acordo com informações passadas pelo diretor do parque à BBC, os primatas aprenderam a imitar os guardas que são responsáveis por cuidar da dupla desde que chegaram.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com as informações passadas pelo diretor do parque, Innocent Mburanumwe, os guardas são vistos pelos gorilas como sendo seus pais. Acrescentou ainda que os animais ficaram órfãos em datas bem próximas, ambos em julho de 2007, quando tinham apenas dois e quatro meses, respectivamente.

Desde o momento do resgate até os dias de hoje, os animais vivem no Santuário Senkwekwe, em Viruga.

Mburanumwe disse que o fato dos gorilas terem convivido com os guardas durante toda sua vida, principalmente durante a infância dos animais, fez com que eles desenvolvessem essa característica de imitá-los, ficando de pé sobre as duas pernas.

Gorilas posam para selfie com seus protetores, guardas florestais. (Arquivo Blasting News)
Gorilas posam para selfie com seus protetores, guardas florestais. (Arquivo Blasting News)

"Mas isso não é comum. Eu fiquei muito surpreso quando vi. É engraçado e curioso ver um gorila imitando um ser humano, ficando de pé assim", disse Mburanumwe.

Medo constante

Apesar de haver no meio histórias como esta, também existe o lado obscuro da profissão de guarda florestal. Já que muitas vezes a rotina de um guarda florestal não é tão divertida assim, pelo contrário, às vezes é um ofício bem perigoso.

Exemplo disso é a morte de 5 guardas florestais ano passado no Virunga National Park.

Publicidade

Eles foram emboscados por rebeldes. Nos últimos 23 anos ocorreram cerca de 130 mortes de guardas florestais, sendo esses dados somente de Virunga.

É muito comum no Congo os conflitos envolvendo pessoas que trabalham visando proteger esses animais selvagens e grupos armados que praticam a caça ilegal. Há alguns grupos que invadem a área do Parque apenas para praticarem o ato ilegal de caçar esses animais.

O Congo, mais especificamente em sua região Leste, é marcado por conflitos envolvendo grupos armados e forças governamentais.

Os primatas que aparecem na imagem são animais protegidos dos caçadores ilegais. Como já dito acima, os conflitos motivados pela proteção a esses animais são muito comuns, e só faz com que o medo dos guardas florestais aumente a cada notícia de conflito confirmado.

Mas esses seres humanos que vivem para manter a vida destes animais seguem firme neste propósito e não se deixam abalar pelos rebeldes que a todo o momento tentam aterrorizá-los.

De acordo com informações passadas pela Organização das Nações Unidas (ONU), entre o Congo e Ruanda existem somente cerca de 700 gorilas, que estão correndo sérios riscos de extinção uma vez que sofrem ataques frequentes.

Publicidade

A cada dia que passa, o número de animais desta espécie diminui cada vez mais. Por esse motivo, se faz muito importante a presença de grupos de proteção para que essa e muitas outras espécies sejam preservadas.

Leia tudo e assista ao vídeo