No Google Trends desta sexta-feira (31), um nome chamou bastante atenção: Ragnarok. Seu significado vem da mitologia nórdica, referindo-se à última batalha dos deuses contra seus opositores. No Brasil este nome é bastante familiar, principalmente por um clássico dos jogos online, lançado em 2004, no início da popularização da internet que, na época eram bastante limitadas, mas que possibilitou uma forma nova de divertir, jogando simultaneamente com vários jogadores de diversos lugares.

Desta vez às pesquisas do Google não apontavam para o game, mas, sim para uma nova série na Netxflix, chamada de Ragnarok.

É uma série original, produzida pela própria empresa de streaming, sobre a mesma temática da mitologia nórdica. Porém, a produção da série vem sobre um contexto moderno, buscando o público adolescente, que adoram filmes sobrenaturais e super-heróis. Em sites especializados em críticas de Cinema, Ragnarok vem só como mais uma série sobre o tema nórdico, bastante saturado e, mais com objetivo de preencher um nicho dentro da própria plataforma.

Ragnarok Seriado

Acontece sobre um cenário na Noruega, em uma pequena cidade nomeada de Edda.

Esta cidade passa a sofre com uma sequência de eventos estranhos, sinalizando apocalipse, como é na mitologia nórdica.

Fazem parte do elenco: David Stakston, personagem Magne; Jonas Strand Gravli, personagem Laurits; Herman Tommeraas, personagem Fjor; Theresa Frostad Eggesbo, personagem Saxa; Henriette Steenstrup, personagem Turid; GÍSLI ÖRN GARÐARSSON, personagem Vidar; e Sinnove Macody, personagem Ran.

Direção de Adam Price.

Ragnarok Online

Ragnarok Online é um jogo clássico, do gênero MMORPG, baseada na mitologia nórdica dos deuses e cavalheiros. O jogo foi desenvolvido pela Gravity Corp., uma empresa sul-coreana, detentora até hoje dos direitos. Jogo foi lançado na Coreia do Sul em 2002, mas só chegou no Brasil em 2004. No início o servidor se manteve com planos mensais, com distribuição de instaladores via cd através dos Correios.

Muita coisa mudou no jogo Ragnarok, com lançamento de vários episódios e mecânicas. Atualmente o jogo continua ativo e com muitos jogadores, que mantém os servidores por meio de compras de rops, uma moeda virtual usada para comprar itens especiais. Ragnarok também está presente no mundo mobile, disponível nas lojas de aplicativos da Apple e Android.

Versões do Ragnarok Online

Ragnarok – bom e clássico do MMORPG, lançado em 2002 na Coreia do Sul, chegando ao Brasil em 2004. Roda em computadores simples, não necessitando muita coisa para rodar liso.

Ragnarok 2 – aproveitando o sucesso do clássico, decidiram lançar uma segunda versão, no ano de 2012.

Desta vez os desenvolvedores focaram na parte gráfica, tornando o jogo mais bonito e moderno para seus fãs. Houve muita expectativa no jogo, porém o sucesso não foi o esperado.

Ragnarok Transcendence – mais uma versão do clássico, mas desta vez apelando para a nostalgia, com algumas mudanças na mecânica no jogo. Lançaram closed beta recentemente, com alta procura, decidiram lançar um open beta. A média de jogadores online gira em torno de 3 mil.

Ragnarok Eternal Love – a tão esperada versão mobile, lançada na China em 2017, mas chegando apenas em 2019 no Brasil. Gráficos melhorados e nova mecânica, possibilitando auto ataque nos monstros do jogo.

Outras versões – Ragnarok Click, RO Idle Poring e Poring Pop e Ragnarok Journey. Podemos também considerar tantos outros servidores privados que, apesarem de não serem oficiais, buscam sempre manter o jogo atualizado, com diversas mecânicas que nunca chegarão em servidores oficiais. Versão construída pela própria comunidade.

Não perca a nossa página no Facebook!