O Procon-SP (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado de São Paulo) manifestou-se nesta quarta-feira (3) sobre o "Caso Bettina". A fundação vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania decidiu multar a Empiricus devido a um vídeo [uma propaganda da empresa] em que Bettina diz: “Oi. Meu nome é Bettina, eu tenho 22 anos e 1 milhão e 42 mil reais de patrimônio acumulado [...]”.

De acordo com o Procon-SP, a Empiricus foi notificada no dia 19 de março por conta do vídeo, o qual caracterizou como publicidade enganosa.

Pela lei, a multa podia ir de R$ 650 a R$ 9 milhões. Segundo o site O Antagonista, ligado à Empiricus, o Procon multou a empresa em R$ 58.240,00, sendo que este valor à vista ficaria R$ 40.768,00.

Veja o vídeo de Bettina na íntegra (a publicidade da Empiricus que viralizou e gerou muita polêmica, memes e discussão pela internet).

Devido ao tom e a afirmação de Bettina na campanha publicitária, a Empiricus conseguiu chamar atenção de todos, tanto para o bem quanto para o mal. O marketing um tanto agressivo da empresa ganhou fama entre os internautas pela sua ênfase em finanças, despertando interesses na área. Por outro lado, o Procon interpreta a "publicidade como enganosa, que conduz as pessoas ao erro, dada as garantias dos resultados", já que se trata de um mercado muito variável.

Para o Procon-SP, a empresa infringiu o artigo 37, parágrafo 1° do Código de Defesa do Consumidor.

No dia 25 de março, o Procon-SP pediu que a polícia apurasse os fatos contra a Empiricus, aos quais caracterizou como "lesivo ao direito do consumidor [..]".

Em nota, o órgão requereu a adoção de providências legais cabíveis.

CVM e Empiricus

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) também se manifestou. A autarquia, vinculada ao Ministério da Economia e que regula o mercado de capitais, soltou uma nota no dia 21 de março em que cita que a Empiricus não tem aval da CVM para fazer análises de valores mobiliários.

A Empiricus, por sua vez, declarou ter uma "atividade jornalística com finalidade exclusivamente editorial" e que fomenta a Educação financeira.

Siga a página Educação
Seguir
Siga a página Negócios
Seguir
Siga a página Tendências
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!