A Caixa Econômica Federal começará a liberar os saques em dinheiro do auxílio emergencial que foram depositados nas poupanças digitais do banco nesta segunda-feira (27). Os depósitos foram realizados para aqueles que não recebem o benefício do Bolsa Família e não possuem conta em outro banco.

O saque em dinheiro seguirá o calendário, ao qual é realizado de acordo com a data de nascimento de cada auxiliado, indo desta segunda (27) até o dia 5 de maio.

Para a parte da população que no momento ainda não teve o saque liberado em dinheiro, mas a quantia já foi depositada na poupança digital, estes poderão usar o valor de forma digital, realizando pagamentos de faturas ou, então, usando o código de barras para transferir o valor para outros bancos.

A limitação valerá apenas para aqueles que estão tendo o auxílio emergencial pela poupança digital criada pelo banco Caixa Econômica Federal. Aqueles que irão receber a quantia em substituição do Bolsa Família ou então indiciou conta bancária anterior não terão restrição para o saque dos R$ 600.

De acordo com a Caixa, o calendário foi realizada para a prevenção de possíveis aglomerações, nas lotéricas e agências ao redor do Brasil, evitando os riscos da pandemia do novo coronavírus.

Confira o calendário de saques

27 de abril

Nascidos nos meses de janeiro e fevereiro.

28 de abril

Nascidos nos meses de março e abril.

29 de abril

Nascidos nos meses de maio e junho.

30 de abril

Nascidos nos meses de junho e agosto.

4 de maio

Nascidos nos meses de setembro e outubro.

5 de maio

Nascidos nos meses de novembro e dezembro.

Como sacar

Os beneficiados pelo auxílio emergencial terão o direito de sacar o benefício nas casas lotéricas e também nos caixas eletrônicas espalhadas ao redor do país, não necessitando que usem algum tipo de cartão.

Entretanto, é necessário solicitar a retirada do valor através do aplicativo denominado “Caixa Tem”, disponível em todas as lojas virtuais, como a Play Store e a App Store. No momento, o Governo ainda não informou outra forma de solicitar que o saque possa ser realizado.

Quem tem direito

O auxílio emergencial será pago para aqueles trabalhadores que se enquadram como autônomos, informais, desempregados, microempreendedores individuais (MEI), contribuintes individuais e os contribuintes individuais do INSS.

Ademais, o cidadão deverá ainda:

  • Ser maior de 18 anos, estando com seu CPF ativo;
  • Ter uma renda mensal de até meio salário mínimo por cada pessoa (R$ 522,50);
  • A renda mensal não exceder até três salários mínimos na família (R$ 3.135);
  • Em 2018, não ter recebido rendimentos tributáveis que estejam acima de R$ 28.559,70;

Mulheres chefes de família que estejam dentro dos critérios expostos pelo governo terão o direito de receber R$ 1,2 mil por mês.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!