Até as 18h da última terça-feira (13), foram registradas mais de 30 milhões de chaves Pix, como foi informado pelo Banco Central (BC). O cadastro começou a ser realizado no último dia 5.

A autarquia informou ainda que foram realizados 3,5 milhões de cadastros para o uso do sistema de pagamento instantâneo em apenas 24 horas.

A nova transação financeira promete revolucionar a forma como as negociações serão feitas daqui por diante, pois irá permitir que se façam mais movimentações financeiras sem que seja necessário o uso de dinheiro vivo.

Quem pretende utilizar a nova ferramenta para a realização de pagamentos precisa fazer este registro.

Mas não há uma obrigatoriedade de se inscrever no Pix.

Chave Pix

A chave Pix é o que irá permitir que se identifique um cliente e sua conta bancária no sistema. Isto irá facilitar as transações. Essa chave poderá ser o CNPJ, o CPF, um e-mail ou ainda um número de celular.

De acordo com informações do Banco Central, as pessoas físicas podem possuir cinco chaves Pix para cada conta em que for titular.

Por sua vez, as pessoas jurídicas (como as empresas) podem adquirir até vinte chaves Pix para cada conta.

Em nota, o BC informou que o correntista pode fazer sua inscrição há qualquer momento, não existe data limite.

Testes

A partir do dia 3 de novembro, irá começar uma fase de testes do Pix. Nesta fase, ele irá ser disponibilizado para poucos clientes selecionados.

Transferências e pagamentos feitos pelo novo serviço só serão permitidos para todos os usuários cadastrados, em todo o Brasil, a partir do dia 16 de novembro.

O motivo para uma procura tão grande é que a nova tecnologia irá permitir fazer transferências eletrônicas de maneira mais simples, que irão ser realizadas em poucos segundos e sem taxas.

As operações poderão ser feitas 24h por dia, sete dias por semana.

Ou seja, a ferramenta poderá ser usada de madrugada, nos feriados e também nos finais de semana.

O especialista em tecnologia, Gustavo Schmidit, foi entrevistado pelo site Gazeta do Povo, ele acredita que, a adoção da novidade será rápida.

O especialista explicou que basta que as pessoas entendam que elas só precisam ter uma conta bancária em uma instituição participante, da mesma forma que é preciso possuir uma conta para receber uma TED.

As instituições precisam aderir ao sistema. Esta adesão é obrigatória para os bancos. Já aderiram à novidade mais de 700 instituições, além de bancos, participam do sistema: varejistas, startups, fintechs e outros que aderiram ao novo sistema.

Comparação

O tempo estimado das operações com o Pix fica entre 2 e 10 segundos, a partir da ordem de pagamento.

Isto é bem menos tempo que a média de 30 minutos de uma TED e dos três dias para a compensação de um boleto bancário.

Siga a página Política
Seguir
Siga a página Negócios
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!