Nesta segunda-feira (7), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que a exclusão da empresa chinesa Huawei no fornecimento dos equipamentos 5G no Brasil irá provocar um custo bastante elevado para a tecnologia no país e isso irá impactar diretamente os consumidores.

Segundo Mourão, 40% da infraestrutura 3G e 4G no país é da Huawei. "Se, por um acaso, dissessem que a Huawei não pode fornecer equipamento, vai custar muito mais caro, porque vai ter que desmantelar tudo que tem aqui, porque ela não fala com os equipamentos das outras. E quem é que vai pagar esta conta? Somos nós, consumidores", disse.

A fala de Hamilton Mourão aconteceu durante uma palestra em comemoração aos 126 anos da Associação Comercial de São Paulo.

Rodrigo Maia defende a permanência da Huawei no Leilão de 5G

Em seu Twitter, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou que concorda com a avaliação do vice-presidente de Jair Bolsonaro sobre a defesa da permanência da empresa chinesa no Leilão do 5G no próximo ano.

Segundo análise da Conexis Brasil, este ambiente de incertezas poderá impactar de forma negativa o avanço da tecnologia no país, pois tende a provocar desequilíbrios no setor envolvendo custos e atrasos, além disso a tendência é de que quem mais sofra seja a população.

Teles se manifestam a favor da participação da Huawei

A exclusão da Huawei pode provocar possíveis indenizações devido à troca de equipamentos, alertam as empresas.

As teles divulgaram seu manifesto em favor da manutenção da empresa chinesa no Brasil.

Augusto Heleno defende banimento da Huawei

O banimento da Huawei faz parte de uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. Essa disputa tem influenciado o governo brasileiro a tomar medidas que podem afetar em especial a população. Porém, autoridades governamentais, como o general Augusto Heleno (CSI), defendem a exclusão da Huawei do próximo Leilão.

Outra autoridade governamental que defende o banimento da Huawei é o chanceler Ernesto Araújo. Tanto Augusto Heleno quanto o chanceler têm suas razões definidas devido ao alinhamento que possuem junto ao atual governo de Donald Trump.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!