A Petrobras anunciou novo aumento de combustíveis nesta quinta-feira (18). A gasolina fica mais cara em 10,2% e o diesel sofre reajuste de 15,2% nas refinarias. O aumento vale a partir da zero hora desta sexta-feira.

Não é notícia repetida. Já é o segundo aumento só no mês de fevereiro, fazendo lembrar os tempos de inflação das décadas de 1980 e início dos anos de 1990.

Aumentos sucessivos da gasolina e diesel

No último dia 9 de fevereiro, a Petrobras anunciou o reajuste da gasolina em 8,2%, do diesel em 6,2% e do gás de cozinha em 5,1%.

Com aumento divulgado nesta quinta-feira, já é a quarta alta do ano na gasolina e a terceira no valor do litro do diesel.

Somente em 2021, a gasolina subiu 34,78% e o diesel 27,72%.

Os aumentos constantes no valor dos combustíveis são resultados da mudança da política de preços da Petrobras. A companhia relaciona os preços dos produtos ao dólar americano.

A companhia ainda tenta se defender das críticas sobre os reajustes, afirmando que os valores nas bombas dos postos são bem diferentes dos praticados nas refinarias. De acordo com a Petrobras, nos postos o preço do litro é acrescido de impostos estaduais e federais, gastos com a mistura obrigatória dos biocombustíveis, custos na aquisição, acrescido dos lucros de revendedores e distribuidores.

E a tendência de alta no valor dos combustíveis deve continuar já que o barril do petróleo continua aumentando no mercado internacional e o dólar está valorizado em relação ao real, com a cotação próxima dos R$ 5,50.

O que diz o governo federal

Diante da reclamação de consumidores e também do setor de transportes, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a falar em mudança na tributação dos combustíveis. De acordo com presidente, ele pretende colocar um valor fixo no ICMS que incide sobre a gasolina, etanol e o diesel. Ficando comprovada a viabilidade jurídica, o tema deve ser levado ao Congresso.

Durante o recesso de Carnaval, o presidente voltou a comentar sobre o assunto. “[Estamos] dando uma relaxada, mas tem trabalho. Não falta trabalho. Continuamos discutindo a questão do combustível. Tem novidade essa semana com toda certeza, espero ter novidade boa”, afirmou o presidente durante passeio em São Francisco do Sul (SC).

Mesmo em caso de aprovação das mudanças nos valores dos impostos, especialistas econômicos não acreditam na redução considerável no valor dos combustíveis.

Siga a página Política
Seguir
Siga a página Petrobras
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!