Os estudantes de baixa renda que pretendem realizar as provas do Enem 2019 já podem solicitar a isenção da taxa de inscrição. O prazo para efetuar o pedido começou nesta segunda-feira (1º) e termina no dia 10 de abril. A taxa de inscrição desta edição do Enem será de R$ 85.

Os candidatos que podem solicitar a isenção da taxa são quem cursou todo ensino médio na rede pública, bolsistas integrais da rede privada, estudantes com renda familiar per capita igual ou menor a um salário mínimo por pessoa, ou renda familiar mensal de até três salários mínimos e membros de família que estejam inscritos no CadÚnico, o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

O resultado da isenção de taxa será divulgado no dia 17 de abril.

De acordo com Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o estudante que tiver a solicitação negada poderá recorrer entre o dia 22 e 26 de abril. Quem conseguir a isenção terá que realizar a inscrição que inicia em maio, pois não estará inscrito automaticamente.

Para realizar o processo de solicitação da isenção de taxa do ENEM, o estudante deverá ter em mãos o CPF e carteira de identidade.

Os alunos que não tiverem o NIS, poderão marcar a opção Não Possuo NIS. Os candidatos deverão responder um questionário Sócio Econômico. A inscrição é no site do Enem, na página do Participante.

O período de inscrição do Enem 2019 começa no dia 06 de maio e finaliza em 17 de maio.

Mudanças no Enem 2019

Nesta edição do Enem, irão ocorrer algumas mudanças. As novidades iniciam com a taxa de inscrição que foi reajustada de R$ 82 para R$ 85.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Educação

As inscrições agora serão realizadas em um novo sistema.

Demais novidades:

Os lanches levados pelos estudantes serão revistados.

Mais espaço para o rascunho de redação;

No final do caderno de questões terá um espaço para estudante realizar cálculos;

Candidatos surdos, deficientes auditivos e surdo-cegos poderão indicar, na inscrição, se usam aparelho auditivo ou implante coclear.

Provas

As provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro.

No primeiro dia, será aplicada a prova de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias. O estudante terá 5h30min para realizar o exame.

No segundo domingo, dia 10 de novembro, as questões serão da área de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias. O período de realização da prova é de 5h.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo