Ao longo da sexta-feira, um dos assuntos bastante comentados nas redes sociais foi a possível vinda de Paulo Henrique Ganso para ser o novo camisa 10 do Fluminense em 2019. Durante o programa Seleção SporTV, do canal fechado de esportes da Globosat, Tino Marcos e Milto Leite questionaram o investimento.

Publicidade
Publicidade

Para ambos, a grave situação financeira pela qual atravessa o Tricolor não permite erros e o ideal seria usar o dinheiro com outras peças. Além disso, ninguém sabe como está o atleta.

"Que Ganso é esse? Não sabemos. Imagino que seja um sacrifício significativo. R$ 150 mil em euros dá aproximadamente 30 mil euros", afirmou Tino, complementado por Milton.

"Desde que saiu do Santos nunca mais jogou. No Sevilla, no Amiens, no São Paulo, que é um grande clube do Brasil.

Paulo Henrique Ganso pode ser o camisa 10 do Flu em 2019 (Foto: Revista Esportiva)
Paulo Henrique Ganso pode ser o camisa 10 do Flu em 2019 (Foto: Revista Esportiva)

Gosto do Ganso. É um jogador raro, mas não acerta em lugar nenhum. Para o Fluminense fazer um sacrifício financeiro, acho desproporcional. Se pegar esse dinheiro e dividir para dois ou três jogadores...", acrescentou o narrador.

Outro comentarista do programa, o sérvio Petkovic, ex-meia do próprio Fluminense nos anos de 2005 e 2006, discordou dos colegas. Para ele, é uma boa tentativa.

"Tecnicamente seria um bom reforço para o Fluminense pela saída do Sornoza (acertou com o Corinthians).

Publicidade

Não tem esse tipo de jogador. Tem vaga para ele. Como vai arrumar dinheiro é outra coisa", declarou o antigo apoiador.

Disposto a ter um meia, o Fluminense decidiu fazer um pequeno esforço e ultrapassará, nessa contratação, o teto salarial de R$ 150 mil. A equipe das Laranjeiras, porém, necessitaria de uma composição para fechar tal contratação. Outro nome especulado, além de Ganso, foi de Nenê. Com o São Paulo na Florida Cup, tornei de pré-temporada disputado nos Estados Unidos, ele entrou no segundo tempo e fez o gol do time do Morumbi na derrota de 2 a 1 para o Eintracht Frankfurt, da Alemanha, na última quinta.

Apresentado, colombiano Gonzalez fala em títulos no Flu

Enquanto sonha com Ganso, o Fluminense segue apresentando seus reforços já contratados. Na manhã de sexta, foi a vez de Yony Gonzalez. Acompanhado do goleiro Agenor, contratado junto ao Guarani, o meia-atacante colombiano, vice da última Copa Sul-Americana com o Junior Barranquilla, adotou um discurso bastante ousado e não descarta pensar em títulos.

"Sei que é uma equipe grande, de muita história.

Publicidade

Tem jogadores muito qualificados. Espero fazer pela equipe o que ela merece. Venho para somar e tratar de fazer muitos gols. E por que não ser campeão?", disse o atleta, que fez questão de lembrar da grandeza do clube.

"Já conhecia o Fluminense há muito tempo. Fico feliz por estar aqui e poder ajudar os meus companheiros", finalizou.

Yony acertou um contrato de um ano. Na apresentação oficial, ele vestiu a camisa 11. O lateral-direito Ezequiel, o zagueiro Matheus Ferraz, o volante Bruno Silva e os atacantes Matheus Gonçalves e Luiz Felipe são as outras caras novas do Fluminense, até o momento, na temporada.

Publicidade

Leia tudo