Em meio a uma forte chuva no Pacaembu, o São Paulo conquistou pela quarta vez a Copinha, ao derrotar o Vasco da Gama por 3 a 1 na disputa de pênaltis do jogo que terminou empatado em dois gols pela final do torneio, ocorrida na tarde desta sexta (25).

O time da casa começou o primeiro tempo trocando muitos passes e envolvendo o time carioca. Chegou a ameaçar o gol do goleiro do Vasco, Alexander, em algumas jogadas.

Do lado paulista, os jogadores Antony e Gabriel Novaes trocavam passes que ameaçavam a meta vascaína.

Publicidade

Aos 34 minutos, o time paulista já tinha atacado seis vezes contra duas do Vasco.

O São Paulo marcou aos 38 minutos do primeiro tempo com um gol de Gabriel Novaes, aproveitando cruzamento da direita, não cortado pelo zagueiro, e de cabeça, vencendo a marcação do goleiro Alexander.

Chuva no segundo tempo

O segundo tempo se iniciou sem alterações nas duas equipes e embaixo de chuva forte com ventania. Com o campo molhado, o jogo ficou mais lento. Mesmo com as dificuldades da natureza, o atacante Antony, aos sete minutos, recebeu um passe longo, dominou e chutou entre as pernas do goleiro Alexander e fez o segundo gol.

Um minuto depois, o Vasco teve uma chance de marcar, mas Caio Lopes perdeu a chance e jogou a bola fraca nas mãos do goleiro, depois de entrar livre na área.

O time do Vasco começou a entrar em desespero. Coutinho fez falta pesada em Anthony e levou cartão amarelo aos nove minutos. No minuto seguinte, foi a vez do tricolor Wellington levar outro cartão amarelo ao fazer falta em Lucas Santos.

O clube carioca perdeu três oportunidades de gol seguidas. Naquela altura, o time exercia pressão contra o adversário no início do segundo tempo.

Publicidade

Aos 15 minutos, o técnico Marcos Valadares, do Vasco, fez duas substituições. Colocou Riquelme no lugar de Coutinho e Laranjeira no lugar de Bruno.

Já Orlando Ribeiro, do São Paulo, substituiu Paulinho por Marcos Júnior, um volante. Minutos depois, tentando fortalecer o ataque, o técnico vascaíno fez mais duas substituições. Alexandre, no lugar de Linnick e Talles no lugar de João Pedro, aos 22 minutos.

O Vasco arriscava bastante. Orlando Ribeiro fez novas substituições aos 25 minutos. Erickson no lugar de Fabinho e Vitinho, no lugar de Rodrigo Nestor.

Tentava assim segurar o jogo.

Mas o time de Valadares pressionava, pressionava e errava passes. O São Paulo apenas se defendia e jogava no contra-ataque. Aos 28 minutos do segundo tempo, o principal jogador da equipe paulista, Anthony, saiu, pois estava sentindo problemas musculares.

Reação vascaína

Aos 30 minutos, o jogador do São Paulo, Marcos Junior, deu um carrinho em cima de Laranjeira e o derrubou. O juiz marcou falta perigosa. O camisa 10 vascaíno, Lucas Santos, bateu sobre a barreira e a bola bateu no travessão antes de entrar.

Publicidade

Gol do Vasco.

Aos 34 minutos, o Vasco conseguia ficar mais tempo com a bola e partir para cima, buscando o empate. Foi quando, aos 38 minutos, Thiago Reis aproveitou a falha da defesa, matou no peito um cruzamento da esquerda e marcou o gol de empate.

As alterações feitas pelo técnico da equipe paulista reduziram o poder de fogo do time. Aos 48 minutos, o árbitro Douglas termina o jogo. A Copinha seria decidida nos pênaltis.

Na cobrança de pênaltis, Ed Carlos, Morato e Tuta marcaram para os donos da casa. Já o jogador paulista Marcos Júnior perdeu a sua cobrança. Do lado dos cariocas, Lucas Santos marcou para o Vasco, mas seus companheiros Tiago Reis, Gabriel Norões e Riquelme perderam suas cobranças. O São Paulo, com 3 a 1 nos pênaltis, é o campeão da Copinha.