O ministro da economia, Paulo Guedes, em pronunciamento realizado neste domingo (17), no seminário “A Nova Economia Liberal”, ironizou o Corinthians e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O evento foi promovido pela Fundação Getúlio Vargas e o ministro do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) não poupou críticas à era petista, segundo informações do portal UOL.

Para o ministro, no Brasil, diferentemente do que ocorre em outros países, os recursos estão no topo, dessa forma, se o presidente é corintiano, há o investimento para a construção do estádio do Corinthians.

Publicidade

Em alusão ao ex-presidente Lula, o ministro concluiu: “ninguém consegue pagar aquilo lá”. Lula nunca escondeu ser torcedor fanático do Corinthians.

Em outro momento, Paulo Guedes mencionou, em tom de piada, que o Corinthians começa a ganhar o Campeonato Brasileiro devido aos vários “pênaltis roubados” a seu favor.

A resposta da diretoria corintiana

Os comentários do ministro da economia não repercutiram bem entre os corintianos. O clube emitiu uma nota lamentando e repudiando a fala de Paulo Guedes.

Para o clube, o ministro ofendeu os mais de 33 milhões de torcedores do clube.

Na nota, o Corinthians afirma que a ironia do ministro ofende os mais de 33 milhões de torcedores do clube, dentre os quais, muitos eleitores do Governo Jair Bolsonaro, e todos são testemunhas vivas do grande esforço do clube em honrar seus compromissos.

A diretoria corintiana aproveitou o momento para convidar o ministro para conhecer a Arena e acompanhar um jogo do clube mais vitorioso da década, naquela que é nas palavras do clube uma das Arenas mais modernas do mundo, e que em alusão a enorme torcida que tem é chamada de “Casa do Povo”.

Publicidade