O Dallas Mavericks superou o Chicago Bulls, por 118 a 110, no American Airlines Center, nesta segunda-feira (6), pela temporada regular da Liga Norte-Americana de Basquete (NBA). Luka Doncic comandou o espetáculo dos donos da casa, marcando um triplo-duplo, com 38 pontos, 10 assistências e 11 rebotes.

Mesmo com 20 anos de idade e em sua segunda participação no campeonato, o ala-armador esloveno de 2,01m de altura, desequilibrou o embate, devido à ótima visão de jogo e posicionamento adequado em quadra. Seus arremessos estiveram certeiros, além dele ir muitas vezes para linha de lance livre, após converter cestas sofrendo faltas.

Durante os 34 minutos em que participou efetivamente da disputa, o camisa 77 dos Mavs, eleito calouro do ano em 2019, foi dominante, principalmente pelo seu estilo agressivo de atuação, sempre buscando atacar o aro do adversário.

Quando o caminho estava preenchido por defensores, ele não hesitava em passar a bola para o companheiro que estivesse melhor posicionado e equilibrado para o chute, além da individualidade ímpar deste atleta, as ações em equipe chamaram a atenção dos fãs da franquia, que ocupa a sexta posição da Conferência Oeste, com uma campanha de 23 vitórias e 13 derrotas.

Do outro lado, o Chicago segue com dificuldade para se aproximar da zona de classificação dos playoffs, nos últimos compromissos a tabela não tem contribuído muito com as aspirações do time do Estado Illinois.

Uma sequência de quatro revezes para Milwaukee Bucks, Utah Jazz, Boston Celtics e Dallas Mavericks, deixou mais complexa a trajetória para conquistar uma vaga na próxima fase.

Neste momento os Bulls estão no décimo lugar, atrás de Charlotte Hornets e Brooklyn Nets, primeiro a ir aos duelos eliminatórios da Conferência Leste, com 16 êxitos e 19 insucessos.

Outro fator que preocupa a continuidade da equipe no torneio é o fato do pivô Wendell Carter Jr., ter saio machucado durante o espetáculo. Após subir para disputar um rebote ele torceu o tornozelo na aterrisagem e teve que sair amparado pelos colegas.

O jogo

Rick Carlislie, treinador do Dallas, escalou o quinteto inicial com Luka Doncic, J.J.Barea, Dwight Powell, Dorian Finney-Smith e Tim Hardaway Jr.

O Chicago Bulls, do técnico Jim Boylen, teve uma formação composta por Tomas Satoransky, Zach LaVine, Wendell Carter Jr., Lauri Markkanen e Kris Dunn.

A franquia do Texas foi superior no primeiro quarto, Tim Hardaway Jr., acertou três arremessos de longa distância, além disso, ele também partiu para cima do sistema defensivo dos visitantes com boas infiltrações que renderam alguns pontos: 33 a 27, a favor dos Mavs.

No segundo período houve equilíbrio na contagem, o que permitiu a aproximação do Chicago no placar. Thaddeus Young, Coby White e Daniel Gafford, deram um gás novo à franquia, assim como LaVine, que melhorou seu rendimento ofensivo. Mas mesmo com Gafford dificultando a finalização dos Mavericks, Luka Doncic chamou a responsabilidade e manteve seu time à frente da contagem, 61 a 55.

Passado o intervalo, novamente os times tiveram uma performance semelhante, 27 a 27, nos 12 minutos, e 88 a 82 ao término do terceiro quarto para o Dallas. Porém foi o momento de Doncic brilhar.

O jovem craque acertou três bolas do perímetro, fez bandeja, deu passes, pegou rebotes que converteu em cesta, driblou toda a defesa em direção ao aro e pontuou; definitivamente um show à parte, provocando delírio da torcida.

No período derradeiro a diferença na contagem se estendeu, o principal ponto de discrepância foi o aproveitamento das tentativas de três pontos. Enquanto o Dallas Mavericks atingiu o alvo em sete oportunidades, os Bulls foram certeiros em apenas duas.

Tomas Satoransky permaneceu como maestro de Chicago, com 14 assistências, entretanto, sua ótima apresentação não foi suficiente para que seu time saísse vencedor, por fim, 118 a 110 para os Mavs.

Destaques da partida

  • Dallas- Luka Doncic, 38 pontos, 10 assistências e 11 rebotes (triplo-duplo); Dwight Powell, 16 pontos, 1 assistência e 7 rebotes; Tim Hardaway Jr., 15 pontos, 2 assistências e 4 rebotes.
  • Chicago- Lauri Markkanen, 26 pontos, nenhuma assistência e 9 rebotes; Zach LaVine, 20 pontos, 7 assistências e 5 rebotes; Tomas Satoransky, 11 pontos, 14 assistências e 5 rebotes (duplo-duplo).

Próximos compromissos

  • Dallas Mavericks e Denver Nuggets, no American Airlines Center, quarta-feira (8), às 21h30 (horário de Brasília).
  • New Orleans Pelicans e Chicago Bulls, na Smoothie King Center, quarta-feira (8), às 22h (horário de Brasília).
Siga a página NBA
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!