O futebol mundial interrompeu as atividades em função da pandemia de coronavírus. E algumas entidades que representam os clubes planejam a retomada as atividades, como é o caso da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, a Ferj.

Na tarde de segunda-feira (13), houve uma reunião, por videoconferência, com representantes de 14 clubes e o médico-infectologista Celso Ramos Filho, que é professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Desse encontro nasceu um protocolo de trabalho denominado ‘jogo seguro’.

O protocolo baliza o retorno das atividades no esporte. Da reunião, nasceu a Comissão Temporária da Ferj para a Covid-19, visando acompanhar e prestar consultoria aos clubes, como informou à Agência Brasil, o presidente da Federação, Rubens Lopes.

A Federação emitiu uma nota de ponderação. No documento, os dirigentes realçam que não haverá “precipitação” no retorno ao Campeonato Estadual. Todas as indicações médicas e sanitárias seguirão à risca com o propósito de assegurar a integridade de atletas, funcionários dos clubes e outros integrantes que fazem parte das agremiações.

A proposta que nasceu do grupo de trabalho versa sobre os seguintes aspectos para a retomada do futebol. Deslocamento de atletas e cuidados individuais são dois deles. Agora, há uma outra reunião prevista para esta quarta-feira (15). As propostas sugeridas pelo grupo de trabalho serão postas à apreciação das autoridades sanitárias do Rio de Janeiro. No site, a Federação potencializou o “trabalho pioneiro” encampado pela entidade.

Interrupção

O amante do futebol carioca está sem a competição desde o dia 16 de março quando ficou suspensa por 15 dias. Logo após, a Ferj decidiu por estender a paralisação até o dia 30 de abril. Em acordo estabelecido com a Comissão Nacional dos Clubes ficou definido que os campeonatos estaduais não serão cancelados, porém há a necessidade de readequação no calendário.

Paulistão

Na terça-feira (13), em entrevista ao canal Fox Sports, o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro de Bastos, assegurou o retorno do Campeonato Paulista 2020, depois de passado o isolamento social.

Na entrevista, ele considerou que o Paulistão é uma competição simples de retornar, uma vez que não tem a necessidade de deslocamento de avião e transporte interestadual.

“A segurança para terminar o estadual é muito mais fácil”.

Bastos disse que as competições promovidas pela Federação Paulista serão concluídas, uma vez que os clubes costumam cumprir seus compromissos. Destacou que a entidade prima pelas decisões a serem propostas pelos órgãos de saúde do Estado de São Paulo.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Corinthians
Seguir
Siga a página Flamengo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!