Os jogadores já trabalham individualmente em seus lares desde o último dia 2 de maio, mas o Fluminense, a partir de segunda-feira (4), deverá novamente reunir o elenco no CT Carlos Castilhos, na Barra da Tijuca. Segundo o jornalista Paulo Vinícius Coelho publicou em seu blog no Globoesporte neste domingo (3), a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), nas próximas horas, divulgará um decreto, liberando os clubes a retornarem aos treinamentos.

Para reiniciar as suas atividades, o Tricolor, porém, necessitará tomar algumas providências, dentre elas: comprometimento com a saúde e a vida alheia mediante cumprimento de diretrizes de autoridades competentes, obediência às determinações governamentais e seguimento de procedimentos e protocolos técnicos e científicos recomendados à proteção individual e coletiva.

Ainda segundo a resolução da FERJ, as decisões dos clubes devem estar totalmente alinhadas ao Decreto 47.052 do Estado do Rio de Janeiro, publicado dia 30/04/2020. Todas essas regras, segundo a entidade, não desrespeitam a decisão do governador Wilson Witzel de estender a quarentena para conter o avanço do Coronavírus.

O protocolo do Rio de Janeiro indica que os atletas necessitarão passar por análises e, não sendo diagnosticados com a doença, deverão ser agrupados em grupos de dois a quatro. Já os contaminados serão imediatamente afastados, mas os treinos permanecerão normalmente.

A resolução da FERJ segue, basicamente, a da Federação Alemã, a provável primeira grande entidade a liberar o retorno do seu campeonato nacional (Bundesliga), dependendo apenas do aval da chanceler Angela Merkel, o que deverá acontecer na próxima quarta-feira.

Além do Fluminense, o Flamengo, saindo a publicação do decreto liberatório da Federação do Rio, também abrirá as portas do seu centro de treinamento para o retorno dos jogadores. Vasco e Botafogo ainda não se posicionaram sobre o assunto.

Em Porto Alegre, a prefeitura permitiu a reabertura dos Centros de Treinamento.

Grêmio e Internacional aparelham seus espaços de treino de acordo com os protocolos e os treinamentos devem retornar na terça-feira.

Mariano reafirma ter sido procurado pelo Flu

Durante uma live ao Esporte Interativo, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, garantiu serem mentirosas quaisquer notícias sobre negociação com Mariano.

O lateral-direito, em entrevista concedida ao canal ESPN, voltou a dizer que foi procurado pelo Tricolor.

“Alguns clubes procuraram sim, Fluminense, Palmeiras, Santos, São Paulo e Flamengo antes de contratarem o Rafinha. Agora, ouvimos bastantes especulações do Atlético-MG”, disse o atleta.

Mariano está há nove anos no Futebol europeu. Inicialmente, defendeu o Sevilla-ESP. Atualmente, está no Galatassaray, da Turquia. Ele e os familiares querem voltar, mas já sabem que a pandemia do Coronavírus pode adiar os seus planos.

São nove anos, a família quer voltar e eu também penso em voltar. Agora, porém meu agente avisou que talvez contratos prolonguem por causa da pandemia do novo coronavírus. Estamos esperando pra ver”, afirmou.

Mariano defendeu o Fluminense de 2009 a 2011. No primeiro ano, destacou-se na arrancada que impediu um quase certo rebaixamento para a Série B no Campeonato Brasileiro. O ápice veio em 2010 com a conquista do Brasileirão, encerrando um jejum de 26 anos da equipe das Laranjeiras.

Há pouco mais de um mês, o portal Flu divulgou a ideia da diretoria era tentar os retornos de Fred, Thiago Silva e Mariano para, além de reforçar o time, visando o recomeço da atual temporada, alavancar a adesão de sócios no Fluminense.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Fluminense
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!