Com a saída de Jorge Jesus anunciada, o Flamengo já deixou claro que vai olhar para as opções internacionais de técnico, assumindo que pensa grande e a longo prazo. A alta cúpula do Futebol rubro-negro já avalia vários nomes e já contatou alguns para a oportunidade de dar continuidade ao bom trabalho iniciado por Jesus.

Contudo, os nomes no mercado são escassos e precisam seguir a filosofia de Johan Cruyff e Pep Guardiola: posse de bola, intensidade e ofensividade. Somado à pandemia do novo coronavírus, o momento tem virado dramático e preocupado até mesmo os jogadores, como bem revelou o jornalista Paulo Vinicius Coelho em sua coluna no Globoesporte.

Leonardo Jardim disse 'não' ao Flamengo

Um dos nomes apontados como boa sucessão a Jorge Jesus antes mesmo de sua saída ser anunciada foi Leonardo Jardim. O treinador que viveu altos e baixos no Monaco, da França, atualmente está sem clube e poderia vir para o Rio de Janeiro apenas através de um acerto salarial.

O jornal lusitano Mais Futebol publicou que o treinador português teria feito uma recusa a um convite proposto pela diretoria do Flamengo. Segundo a publicação, Jardim não tem o objetivo de, no momento, deixar a Europa e ainda busca um clube do Velho Continente para assumir na próxima temporada.

Com a recusa de Jardim, um nome que também foi pautado como um possível interesse do Flamengo era o também português Marco Silva, porém, ao que tudo indica as conversas sequer teriam avançado.

Carlos Carvalhal analisado

O nome de Carvalhal chegou a ser ventilado no Brasil no início do ano. O nome do treinador surgiu diante das especulações do Red Bull Bragantino, que estava atrás de um treinador com perfil ofensivo, após a saída de Antonio Carlos Zago. Entretanto, o clube acabou desistindo da contratação do técnico do Rio Ave.

Com boas campanhas recentes à frente do pequeno Rio Ave, Carlos Carvalhal tem tido seu nome analisado no Flamengo e poderia ser um substituto a Jorge Jesus. Com uma filosofia de futebol ofensivo, Carvalhal poderia fazer a manutenção do trabalho deixado pelo treinador português, que rumou para o Benfica.

Domènec Torrent na pauta, diz jornalista

Por fim, um nome especulado por um jornalista de peso e que acompanha o Flamengo, Mauro Cezar Pereira, estaria na pauta como nome principal para assumir o Flamengo após a saída do técnico multicampeão. De acordo com Mauro, que atualmente trabalha para a ESPN, Domènec Torrent seria o principal alvo da diretoria rubro-negra no momento.

Ex-auxiliar de Guardiola no Barcelona, Bayern de Munique e Manchester City, Torrent tem como único trabalho na carreira o comando do New York City, dos Estados Unidos, e viria seguindo a filosofia europeia pretendida pela diretoria do Flamengo.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Flamengo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!