Nesta quarta-feira (23), o Corinthians foi derrotado pelo Sport Recife, por 1 a 0, na Ilha do Retiro, em confronto válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo foi movimentado, com boas chances criadas dois lados, principalmente, por parte dos donos da casa, que deram trabalho em suas finalizações, Cássio fez importantes defesas.

A principal intervenção do arqueiro alvinegro ocorreu no primeiro tempo da partida, precisamente aos 12 minutos, quando Lucas Mugni ficou frente a frente com o gigante de 1,96 m, ele chutou no canto, o camisa um espalmou pela linha de fundo. Do outro lado, os paulistas apareceram, aos 15’, em cabeçada de Jô, aproveitando cruzamento de Lucas Piton, desequilibrado no lance, a bola do centroavante subiu demais.

Sempre ditando o ritmo do espetáculo, os pernambucanos quase inauguraram o marcador, no forte arremate de Ricardinho, de longa distância, aos 22’, Cássio desviou para escanteio.

O Timão protagonizou o lance mais bonito do encontro, aos 32, quando Jô deu um toque de calcanhar para Everaldo, ele limpou o zagueiro e finalizou no ângulo, porém, caprichosamente, a bola bateu na trave.

Aos 34’, pênalti a favor do Sport, Jonatan Gómez arriscou da entrada da área, Everaldo esticou o braço interceptando a conclusão, e o árbitro goiano, Wilton Pereira Sampaio, apitou: O responsável por cobrar a penalidade foi Iago Maidana, aos 37’, calmamente, ele deslocou o arqueiro corintiano, 1 a 0; este foi seu quarto gol no Brasileirão.

Na etapa final, Luan entrou no lugar de Everaldo, que já tinha recebido cartão amarelo, e quase conseguiu a oportunidade de empatar, aos 2’, o camisa sete cabeceou um escanteio de Otero, e viu Sander impedir a continuidade da ação, ao pôr o braço esquerdo na trajetória da bola, tanto o juiz quanto o assistente de vídeo (VAR), nada assinalaram.

O argentino Jonatan Gómez quase deixou o seu, aos 12’, em chute perigoso, a vantagem só não ficou maior para o plantel de Recife por detalhe, pois passou bem perto da trave. Cássio se esticou por completo, mas nada poderia fazer, caso o endereço fosse o das redes.

Em outra oportunidade do Sport Recife, Thiago Neves saiu na cara do arqueiro, buscou cruzar, entretanto, o defensor levou a melhor, acabando com a pretensão do adversário, utilizando as pernas, aos 15’.

Após este momento houve pouca criação e o resultado seguiu inalterado até o término do confronto.

Devido ao revés, o Corinthians, treinado por Dyego Coelho, ocupa a 13ª colocação na tabela de classificação, com 12 pontos, em 11 jogos. O Time do Povo volta a campo na próxima quarta-feira (30), na Neo Química Arena, às 21h30 (horário de Brasília), contra o Atlético Goianiense. O duelo é referente à primeira rodada do campeonato nacional, e havia sido adiado.

Já o Sport vem em franca ascensão no torneio, vencendo pela segunda vez consecutiva em casa, está em sétimo lugar e possui 17 pontos, o Rubro-Negro tinha superado o Fluminense por 1 a 0, na rodada anterior. Seu próximo oponente será o Bahia, neste domingo (4), às18h15 (horário de Brasília), no Estádio Pituaçu.

Estreia de Thiago Neves

Quem também concentrou as atenções dos amantes do futebol, foi Thiago Neves, estreante da noite com a camisa 30 do Leão, o meia-armador de 35 anos, cumpriu bem seu papel, municiando o ataque da equipe dirigida pelo técnico Jair Ventura, além de se apresentar para tabelar e dar opção de passe aos companheiros. Aos 27’, do segundo tempo foi substituído por Bruninho.

Entrevista coletiva de Coelho

Questionado sobre a falta de postura ofensiva do Timão no primeiro tempo, quando o jogo estava 0 a 0, Coelho respondeu: “Temos que nos adaptar o mais rápido possível a cada situação difícil que a gente enfrenta, mas perdemos tentando fazer o resultado, tentando buscar, tentando que as coisas saíssem bem pro nosso lado, hoje, infelizmente, não saíram bem até o final, mas é continuar”.

Em relação à sua interinidade como treinador, Coelho foi direto ao ser indagado: “Eu sou funcionário do clube, vim chamado para ajudar, é isso que procuro fazer, independente do que vai acontecer ou não, procuro fazer meu melhor, junto com os jogadores a cada dia”.

Escalações

  • Corinthians- Cássio, Lucas Piton, Danilo Avelar, Gil, Fagner, Xavier Roni, Otero, Mateus Vital, Everaldo e Jô.
  • Sport- Luan Polli, Sander, Adryelson, Iago Maidana, Patric, Ricardinho, Marcão, Thiago Neves, Jonathan Gómez, Lucas Mugni e Hernane.

Siga a página Corinthians
Seguir
Siga a página Brasileirão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!