Nesta quarta-feira (17), o São Paulo Futebol Clube anunciou a contratação do zagueiro Miranda até o fim da temporada de 2022. O atleta de 36 anos foi apresentado oficialmente e chega para liderar a zaga são-paulina, atualmente montada no esquema com três defensores, o 3-5-2, do técnico argentino Hernán Crespo.

Após deixar a equipe do Jiangsu Suning, do Futebol chinês, o caminho para retornar ao seu antigo time na capital paulista, entre 2006 a 2011, ficou livre, possibilitando a concretização da negociação que o repatriou ao Clube da Fé.

No São Paulo, João Miranda de Souza Filho, marcou época, anotando sua história da maneira que os torcedores mais gostam, com títulos e disposição dentro dos gramados.

Foram 260 partidas disputadas, dez gols marcados, e um tricampeonato Brasileiro seguido, nos anos 2006, 2007 e 2008, sob o comando do treinador Muricy Ramalho.

Revelado pelo Coritiba em 2004, Miranda passou pelo Sochaux, da França, atuou no Tricolor do Morumbi por cinco anos, e saiu novamente do país no início de 2011, com destino à Espanha, contratado pelo Atlético de Madrid.

Em 2015, trocou de time e se transferiu para o futebol italiano, jogando pela Inter de Milão, até 2019, quando mudou de agremiação e viajou até a China, com a missão de jogar pelo Jiangsu Suning, entretanto, em fevereiro de 2021, o clube encerrou suas atividades, fator que deixou o jogador livre para voltar ao Tricolor.

Treino com bola no gramado

No mesmo dia da oficialização de seu contrato, Miranda já treinou com bola juntos dos seus novos companheiros, integrando o plantel que fez atividades no Centro de Treinamento da Barra Funda. Outro que se uniu ao grupo foi o equatoriano Arboleda, que teve uma semana livre de descanso.

Além dos defensores, o meia de origem, Shaylon, voltou do Goiás após término do período de empréstimo, a Chapecoense pode ser seu destino, mas o técnico Crespo irá observar seu rendimento, durante a preparação são-paulina, antes de qualquer decisão.

A dupla Luciano e Daniel Alves também marcou presença no campo.

Outra fato importante é que os testes de Covid-19, pelos quais os jogadores passaram na terça-feira (16), deram negativo.

Títulos na carreira

Durante sua vitoriosa carreira, defendo grande camisas do futebol mundial, o zagueiro Miranda ganhou o título Paranaense, foi tricampeão brasileiro, venceu a Liga Europa, a Supercopa da Europa, a Copa do Rei, o Campeonato Espanhol, a Supercopa da Espanha, e o Campeonato Chinês.

Pela seleção brasileira, ele tem 58 partidas e três gols, além disso ganhou a Copa das Confederações e a Copa América; em 2018, o defensor nascido na cidade de Paranavaí, Estado do Paraná, foi convocado para a Copa do Mundo na Rússia.

Miranda fala sobre seu retorno ao São Paulo

Recebendo as boas-vindas e a camisa 22 do Tricolor, diretamente das mãos do presidente são-paulino, Julio Casares, no Estádio do Morumbi, Miranda foi perguntado, durante entrevista coletiva, sobre o motivo que o fez retornar ao São Paulo, neste momento em que poderia haver propostas financeiras maiores de outras agremiações: “Primeiramente estou voltando à casa, né! Onde eu praticamente cresci, onde conquistei muitas coisas, agradeço ao São Paulo por essa oportunidade, que foi quem me projetou para o cenário mundial, onde tive muita conquista, então, primeiramente isso aí pesou muito, porque é uma retribuição, volto com fome de título, com vontade de fazer novamente o São Paulo vencedor, como sempre foi, e espero que isso aconteça em breve”.

Na sequência, o atleta respondeu sobre sua empolgação em trabalhar com Hernán Crespo, novo técnico da equipe nesta temporada: “Para mim é uma honra trabalhar com o Crespo, é um treinador jovem, porém com títulos, e com experiência suficiente para ajudar o São Paulo a retomar o caminho dos títulos; me motivou muito retornar, porque é um grande clube, dá condições de novamente mostrar o meu valor e continuar mostrando as minhas qualidades”.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página São Paulo FC
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!