Anúncio
Anúncio

A vida de um jovem chinês chamado Xiao Wang não tem sido nada fácil nos últimos tempos. O rapaz vive preso a uma cama e é dependente de uma máquina de hemodiálise. Muito provavelmente ele sofrerá pelo resto da vida os transtornos oriundos de uma trágica decisão por ele tomada há oito anos atrás.

Reportagem publicada pela BBC relata que a trágica escolha foi tomada por Wang quando ele tinha apenas 17 anos de idade. O jovem queria muito adquirir um celular iPhone, da marca Apple, um dos mais prestigiados e requisitados em todo o mundo. Entretanto, diante do sucesso do aparelho, há também o seu alto valor. O rapaz, na época, não tinha dinheiro para adquirir o celular da marca, então tomou uma drástica decisão para levantar dinheiro e conseguir realizar o seu sonho: ele decidiu vender um de seus rins para traficantes de órgãos.

Anúncio

O jovem vive, juntamente com a sua família, na província de Hunan, que está localizada na região sul da China. Xiao fez o contato com traficantes de uma rede de comércio clandestino de órgãos sem que sua família ficasse ciente. Os criminosos ofereceram a ele a quantia de US$ 3 mil (cerca de R$ 11,1 mil na cotação atual) por um de seus dois rins.

Jovem foi aliciado pelos criminosos

Os traficantes teriam dito ao jovem que ele poderia viver tranquilamente com apenas um dos órgãos. Com isso, ele aceitou ser submetido ao procedimento cirúrgico para a retirada do rim, em um ambiente com condições totalmente insalubres de higiene e cuidados médicos, longe do que seria considerado ideal para uma cirurgia tão complexa como essa.

Anúncio

Com os US$ 3 mil em mãos, e com um rim a menos, Wang comprou dois produtos da marca: um iPhone e um iPad. Entretanto, esse dinheiro aparentemente "fácil", acabou lhe custando muito.

A sua família só passou a desconfiar da situação após indagaram de onde o garoto tinha arrumado todo aquele dinheiro para comprar os aparelhos eletrônicos. Além disso, a sua saúde começou a ficar bastante debilitada.

Com isso, os pais acabaram descobrindo o que o garoto havia feito. Denunciaram o caso à Polícia local, que conseguiu prender 9 dos integrantes da rede de tráfico de órgãos, e o caso ganhou uma repercussão internacional. Os médicos que fizeram o procedimento, juntamente com os traficantes, foram condenados a penas que vão de três a cinco anos de reclusão.

Anúncio

Indenização e resultados da cirurgia

A família acabou recebendo uma grande indenização, na quantia de US$ 200 mil. Entretanto, as consequências da retirada do rim de Wang jamais poderão ser pagas. Isso porque, na clínica clandestina onde a retirada do órgão foi feita, o jovem acabou contraindo uma agressiva infecção, que culminou com a gradativa falência de seu único rim restante.

Informações apuradas pelos jornais chineses Sohu e Oriental Daily, afirmam que hoje Xiao Wang depende de uma máquina de hemodiálise para sobreviver, e que necessita de assistência médica 24 horas por dia, além de mal conseguir se levantar de sua cama.