O coronavírus está se espalhando de maneira alarmante pelo mundo, já matou milhares de pessoas e outras milhares estão infectadas, inclusive no Brasil, que já teve duas mortes confirmadas e mais de 200 casos de pessoas infectadas.

Com coronavírus Itália pode deixar idosos para morrer

Com a pandemia de coronavírus deixando a Itália inteira em quarentena e com os idosos sendo o grupo de maior risco de complicações pelo coronavírus, a Itália pode tomar medidas drásticas caso o número de leitos não seja o suficiente.

Segundo a unidade de gerenciamento de crises de Turim, caso a pressão sob o número de leitos disponíveis aumente, eles poderão negar acesso a cuidados intensivos a pessoas com mais de 80 anos. A informação veio do jornal The Telegraph.

Coronavírus pode fazer Itália decidir quem vive e quem morre

Os médicos da Itália estão apreensivos pela vida da população idosa com mais de 80 anos, isso porque, alguns dos pacientes que precisarem de tratamento e não receberem o tratamento intensivo poderão ser deixados para morrer.

A unidade de gerenciamento de crises no entanto, conseguiu elaborar um protocolo, ele é que vai determinar as pessoas com mais de 80 anos que poderão ou não receber terapia intensiva em caso terem um número baixo de leitos.

O departamento de Proteção Cível da região italiana de Piemonte, que é uma das mais afetadas até o momento pelo coronavírus, relatou que existem critérios para decidir quais pacientes vão ou não receber a terapia intensiva, esses incluem pacientes com menos de 80 anos de idade, ou uma pontuação menor que 5 no Índice de Comorbidade de Charlson, que é uma maneira de identificar quantas doenças pré-existentes os pacientes têm.

Outro critério que será usado em caso de superlotação será a capacidade de o paciente conseguir se recuperar caso necessite de uma ressuscitação. Segundo um médico, a decisão de quem irá viver ou morrer será tomada de acordo com a idade e condições de Saúde da pessoa. Na fala ele ainda diz que é assim que acontece em casos de guerra.

Coronavírus já matou mais de 2,5 mil pessoas na Itália

A pandemia de coronavírus na Itália já se tornou alarmante.

Na última terça-feira (17), o país divulgou uma atualização dos números da pandemia. Segundo a Defesa Civil italiana, em 24 horas 345 mortes foram registradas e o total de pessoas que vieram a óbito pela COVID-19 é de 2.503.

O número de pessoas que testaram positivo para a COVID-19 também aumentou em mais de 2.989 casos e agora os contaminados pelo coronavírus totalizam 26.062. Uma boa notícia é que o número de mortes caiu se comparado com os de segunda-feira (16).

Na Itália até agora 2.941 pessoas conseguiram se curar do coronavírus, o que também é uma boa notícia se comparado aos números de segunda-feira (16).

O número de pessoas que precisaram ser internadas é de 2.060.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!