Kim Jong-un está começando a causar preocupação no mundo, o ditador da Coreia do Norte não aparece em público há duas semanas. Há pouco tempo a imprensa internacional noticiou que o ditador estaria com problemas de saúde depois de passar por uma cirurgia cardiovascular.

O que começa a reforçar boatos de que o ditador da Coreia do Norte estaria morto é o fato de ele ter faltado a comemoração mais importante da Coreia do Norte, uma parada que acontece todo dia 15 de abril, onde se homenageia o avô do ditador, Kim Il-sung, que fundou a Coreia do Norte.

Desaparecimento de Kim Jong-un causa estranheza

Uma das pessoas que está estranhando o sumiço do ditador da Coreia do Norte é a autora da biografia do ditador, Anna Fifield. Ela disse que eles poderiam até pensar que o ditador não compareceu à homenagem a seu avô por conta da pandemia de coronavírus, mas que nesse caso ele poderia ter determinado que ninguém mais fosse, apenas ele.

Nos dados oficiais não há registros de mortos ou contaminados pelo coronavírus, mas não dá para ter 100% de certeza de que isso é verdade, tendo em vista que a Coreia do Norte é um país bastante fechado ao mundo.

O desfile que não contou com a presença do ditador acontece em homenagem a seu avô, que fundou a Coreia do Norte, a celebração ocorre todo ano em frente ao mausoléu na capital Pyongyang.

O monumento é sagrado para o povo norte-coreano.

Se Kim Jong-un não voltar quem ficará no poder

Segundo informações de uma reportagem do "Fantástico" com a autora da biografia do ditador, Anna Fifield, a Coreia do Norte é um país imprevisível e pode sim haver uma luta interna pelo poder do país. Isso ocorreu quando Stalin faleceu, na época da União Soviética.

Outra alternativa de aquisição do poder sob a Coreia do Norte segundo o "Fantástico", seria uma composição articulada pela China, onde a irmã de Kim Jong-un iria dividir o poder com um membro de confiança da família, que poderia até mesmo ser o Presidente do Parlamento Choe Ryong-hae.

Boatos sobre a suposta morte de Kim Jong-un

Muito tem se especulado nos últimos dias, alguns veículos de mídia internacional tem questionado se o ditador da Coreia do Norte está vivo ou morto. Até agora não se tem certeza de nada, já que o país é muito fechado em relação a informações a imprensa internacional.

O fato é que depois de uma suposta cirurgia cardiovascular, que aconteceu em 12 de abril, o ditador desapareceu e não esteve nem mesmo em um dos mais importantes compromissos de seu país, a homenagem ao fundador da Coreia do Norte, Kim Il-sung, que é avô do ditador.

Ainda não se sabe o que aconteceu, não se pode afirmar que o ditador morreu nem que ele está apenas recluso por conta da suposta cirurgia cardiovascular.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!