Yasmin Mussalam Al Masri falou sobre momentos da explosão que aconteceu na capital do Líbano, Beirute, nesta terça-feira (4) deixando ao menos 25 mortos e muitos feridos. De acordo com Yasmim, em contato com a CNN, ela estava a cerca de 10 minutos do porto onde ocorreu a explosão, em um prédio comercial, junto de suas alunas.

Relatos de Yasmim

A professora de ginástica relatou à CNN que uma de suas alunas sentiu que o prédio onde estavam começou a tremer e, assustada, começou a gritar. Ela alegava que alguém batia na porta enquanto tentava empurrar.

Yasmim diz ainda que os vidros do prédio caíram todos nas sacadas e que ao abrir a porta avistaram apenas uma grande nuvem de fumaça branca.

O trânsito, de acordo com ela, estava todo parado e havia muitas pessoas machucadas e carros destruídos. A presença de uma fumaça espessa de cor vermelha também foi relatada por ela.

Outras testemunhas e também a mídia local informam que a fumaça pode ser vista de todos os pontos de Beirute. Yasmim fala português pois tem familiares que vivem no Brasil.

Explosão

Segundo fontes da agência Reuters, a explosão na área portuária ocorreu na região onde ficam os armazéns. A proporção foi tão grande que atingiu diversas áreas da cidade, deixando pessoas feridas e destruindo portas e janelas de casas e prédios.

Centenas de pessoas foram feridas e pelo 25 mortes já foram registradas. As vítimas da explosão tiveram seus corpos encaminhados a hospitais da capital.

Causas do acidente

Até o momento há poucas informações objetivas da causa da explosão, porém, algumas emissoras relataram que no porto existiam armazéns com fogos de artifício. O tipo de fogos que estariam no porto não foi esclarecido, outras informações indicam a presença de componentes químicos também no local.

Além disso, segundo autoridades, alguns dos armazéns continham quantidades significativas de nitrato de amônia, produto químico altamente inflamável.

Pânico

Testemunhas relatam os momentos de pavor após a explosão, falam das pessoas que corriam pelas ruas, muitas delas feridas, sangrando e gritando. Mencionam também os grandes estragos causados nos edifícios que tiveram as sacadas destruídas.

Outra testemunha que falou à agência Reuters afirma que Beurite está vivendo um caos total, que não existe uma janela na cidade que não esteja quebrada.

Além da Reuters, a BBC também entrevistou testemunhas do acidente. Uma delas relatou que o barulho causado pela explosão foi muito alto e que a situação foi extremamente assustadora.

Hadi Nasrallah diz que o barulho era tão forte que ele chegou a perder a audição por alguns instantes, neste momento ele percebeu que algo de errado estava acontecendo, logo em seguida vidros começaram a atingir seu carro.

O ministro da saúde libanês, Hamad Hassan, confirmou até o o momento 25 mortes e 2,5 mil pessoas feridas na explosão.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!