Esta é mais uma história e um exemplo de superação e muita força de vontade, onde o impossível é só para quem não tenta.

De faxineira a enfermeira, Jaines Andrades venceu todos os obstáculos impostos pela vida, porém, nunca desistiu de conquistar seus objetivos e exercer a profissão de enfermeira.

Atualmente ela exibe com muito orgulho os três crachás que adquiriu por ser promovida de cargo, trabalhando durante dez anos no mesmo hospital, e espera que sua história seja uma inspiração para encorajar outras pessoas a lutar sempre pelos seus sonhos, independentemente do passado que tiveram ou até mesmo de onde vieram.

O início como faxineira

Em 2010, Jaines, que é filha de pais porto-riquenhos, trabalhava como faxineira no Baystate Medical, um hospital em Massachussetts durante alguns anos. Jaines passou a conciliar o trabalho com os estudos, na graduação de enfermagem. No final de setembro, ela recebeu uma promoção no mesmo hospital e tornou-se enfermeira no setor de trauma.

A grande chance

Tudo começou quando ela ainda trabalhava em uma lanchonete de fast-food e descobriu que havia uma vaga disponível para o setor de limpeza no hospital. Essa, segundo Jaines, seria uma excelente oportunidade de poder acompanhar de perto como funciona a rotina e o funcionamento de um centro médico e como isso ter a possibilidade de observar também como lidar com os pacientes.

Já no hospital, ela iniciou trabalhando como faxineira na área de urgência, no entanto, não demorou muito para que fosse transferida para a área de limpeza na sala de cirurgia, onde pôde interagir com os outros enfermeiros.

Ela lembrou que foi durante esse período quando trabalhou como faxineira que viu bem de perto todo o trabalho de uma enfermeira e que nesse mesmo momento sentiu muita vontade em aprender mais sobre a profissão.

Curso de enfermagem

Janies Andrades conseguiu cursar enfermagem há cinco anos. Com isso, ela conseguiu ser recontratada e promovida pelo hospital para o cargo de enfermeira iniciante. Essa foi sua grande chance de poder dar seus primeiros passos na carreira e, mesmo nesse início, Jaines conseguiu atuar sem a supervisão direta de um médico.

Investimentos

A parte mais difícil para ela foi ter que conciliar os estudos com o trabalho no hospital como faxineira.

Segundo Jaines, o investimento de tempo, dinheiro e energia naquele sonho era muito puxado e, quando se está passando por esse período de provações, é difícil enxergar os benefícios que virão como resultado do esforço.

Apesar de todos os contratempos e dificuldades enfrentadas para conseguir atuar na área de enfermagem, em nenhum momento ela se diz arrependida.

Em uma entrevista ao canal WBZ, afiliada da CNN, Jaines confessou que é muito difícil ser a pessoa que faz a limpeza, mas que se fosse necessário fazer novamente este serviço, faria com o mesmo empenho, pois segundo ela, "vale muito a pena".

Siga a página Educação
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!