Meghan Markle, duquesa de Sussex, revelou que em julho deste ano sofreu um aborto natural. A informação foi divulgada em um artigo de opinião no jornal The New York Times. A duquesa estava grávida de seu segundo filho com Harry, príncipe britânico, com que está casada desde 2018.

No artigo de opinião, Meghan Markle afirma que ela sofreu o aborto enquanto segurava seu primeiro filho nos braços. Archie Harrison Mountbatten-Windsor, primeiro filho do casal, nasceu em maio de 2019. Ele é o sétimo da linha sucessória para ocupar o trono britânico, entretanto, seus pais optaram por não permitir o título de príncipe a ele.

Meghan Markle conta como foi o aborto

A duquesa revelou detalhes de como aconteceu o aborto. Ela afirmou que momentos antes da fatalidade ela tinha trocado a fralda do filho e, após isto, sofreu uma dor forte e caiu no chão.

Ela disse que, enquanto segurava seu filho nos braços, cantou uma música de ninar com o objetivo de tentar acalmar a ela e ao bebê. Ela disse que o tom alegre da canção fazia o contraste com a sensação de que algo ruim estava acontecendo.

A duquesa de 39 anos afirmou que sofrer um aborto natural é muito difícil, “uma dor insuportável”. Meghan Markle também disse que o aborto ainda é encarado como um tabu, carregado de vergonha que se prolonga em “um ciclo de luto solitário”.

A americana também afirmou que para ajudar nesse processo de cura são necessários acolhimento e compreensão, que podem ser iniciados perguntando se está tudo bem.

A duquesa destacou que a perda de uma criança deixa a Mulher em um luto constante e ressaltou que muitas mulheres sofrem aborto, mas nem todas conseguem conversar sobre o tema.

Meghan Markle fala sobre as vítimas da Covid-19 e caso de negra assassinada

Ainda no artigo de opinião intitulado “The Losses We Share", que traduzido significa “as perdas que compartilhamos”, a duquesa lamentou as mortes por Covid-19 e falou sobre o caso de uma jovem negra, Taylor, que morreu nos Estados Unidos em uma ação policial.

Ela refletiu sobre isso e questionou se estávamos bem. Ela pontuou que o senso de comunidade que existia anteriormente foi substituído por divisões.

Harry e Meghan travam batalha judicial contra meios de comunicação

O casal surpreendeu a todos em janeiro com o anúncio de que estava abandonando as obrigações oficiais que competem aos membros da família real britânica.

O motivo da decisão foi justificado porque o casal não estava suportando a pressão da imprensa na vida deles. Em março o casal oficialmente abandonou a coroa do Reino Unido. O casal então travou uma batalha contra diversos meios de comunicação, alegando que feriram a privacidade deles.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!