Um dia após a posse do Jair Bolsonaro, dirigentes do PSL fecharam apoio à reeleição do deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara. Este fator teria sido um dos motivos pelos quais a Bolsa bateu a máxima histórica na quarta-feira (2). Analistas do site de finanças InfoMoney afirmam que esta notícia ajudou a impulsionar a alta da Bolsa brasileira, já que o Partido Social Liberal tem a 2ª maior bancada da Câmara --a sigla elegeu um total de 52 deputados. Avalia-se pelo menos dois aspectos pelos quais o apoio a Maia é positivo aos olhos do mercado: o primeiro é o aspecto econômico e o avanço de uma economia mais liberal na Câmara, o segundo aspecto é o político.

No aspecto político, o apoio a Maia deve liberar tanto tempo quanto energia para que o Governo foque na eleição para a presidência do Senado, onde o PSL não tem tanta expressividade.

Financeiro bate maior índice no intraday do 1º pregão do governo Bolsonaro

Ainda segundo o site InfoMoney, às 14h57 desta quarta (2), o benckmark financeiro da bolsa chegou aos 91.437 pontos, ganhos de 4,4%, maior índice no intraday, sendo que o anterior (do dia 3 de dezembro) havia cravado em 91.242 pontos.

O destaque ficou por conta da holding Eletrobras, que despontou em cerca de 20%. Nesse ínterim, o dólar também caiu: na venda a moeda estrangeira ficou cotada em R$ 3,8112, uma queda de 1,64%.

Cabe registrar que, os valores apresentados aqui, referem-se a sua respectiva data e horário, podendo variar para mais ou para menos.

Prospecta-se que os juros operem em queda na perspectiva política monetária.

A fala do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e a permanência de Wilson Jr na Eletrobras também podem ter contribuído para que as ações da holding (que também colaborou para o recorde histórico), disparassem.

De acordo com Wilson Jr, Albuquerque deve seguir privatizando as capitalizações da empresa.

Entretanto o modelo ainda está em discussão.

Holding com destaque, Eletrobras tem projetos no seu radar

O presidente da Eletrobras já chegou a afirmar que existe um projeto que ainda não foi aprovado no Congresso.

Devido a um acordo com a CGU (Controladoria-Geral da União) e a Odebrecht, a holding poderá receber (já em outubro deste ano), o valor de R$ 161,9 milhões corrigidos pela Selic, o Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, estima-se que o valor será descontado em 21 parcelas anuais.

Segundo informações, logo no primeiro dia de posse do novo governo, Onyx Lorenzoni, Ministro-Chefe da casa Civil fez um apelo pela união entre o governo e oposição, por amor ao Brasil.

Siga a página Política
Seguir
Siga a página Negócios
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!