Na última terça-feira (5), Jair Bolsonaro (PSL) resolveu expor sua opinião sobre o Carnaval de rua no Brasil e acabou causando polêmica na web. Através de seu Twitter oficial, o presidente compartilhou um vídeo onde dois homens aparecem protagonizando cenas obscenas durante um bloco em São Paulo. A postagem de Bolsonaro gerou revolta em muitos internautas que consideraram a atitude inapropriada para seu cargo político e levantaram a hashtag que pedia impeachment de Jair.

'Comentem e tirem suas conclusões', escreveu Bolsonaro

Jair Bolsonaro, que foi alvo de críticas durante todo o Carnaval 2019, seja em coro durante blocos de rua e até mesmo em fantasias, resolveu se manifestar sobre a festa mais popular do país através de suas redes sociais. Compartilhando um vídeo polêmico, o presidente disse estar desconfortável em publicar tal gravação, mas afirmou que deveria "expor a verdade" para a população tomar conhecimento.

No vídeo, é possível ver dois homens sobre a cobertura de um ponto de táxi dançando e fazendo gestos obscenos. Um deles chega a tocar suas partes íntimas em meio às pessoas presentes no local e ainda acaba tendo o cabelo urinado pelo segundo homem, que exibe a genitália diante de todos.

"É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conclusões", escreveu Jair Bolsonaro ao divulgar a gravação polêmica. A publicação, que contém cenas fortes, pode ser vista aqui.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Lula

#ImpeachmentBolsonaro nos Trending Topics do Twitter

A publicação do presidente acabou tomando enorme repercussão na web e não demorou muito para internautas levantassem a hipótese de um Impeachment contra Bolsonaro.

Embasados na lei 1.079 (conhecida como “lei do impeachment”), que dispõe sobre os crimes de responsabilidade, usuários do Twitter colocaram a hashtag #ImpeachmentBolsonaro entre os assuntos mais comentados da última madrugada.

Quem também acabou encabeçando o movimento foi Paula Lavigne, mulher de Caetano Veloso, que usou sua conta no Twitter para divulgar nota com os crimes contra a probidade na administração, dando destaque para o sétimo item do Art.9º que diz: "proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo". Com sua publicação, Paula defendeu a ideia da abertura de um processo de processo de impeachment contra Bolsonaro.

Em meio à polêmica, houveram os internautas que se posicionaram a favor de Jair Bolsonaro, levantando o fato de que a proposta seria infundada, por se tratar de uma conta pessoal do presidente nas redes sociais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo