Nesta última terça-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro compartilhou um vídeo polêmico na internet. O vídeo foi postado através do Twitter oficial do presidente. Contudo, o conteúdo era de caráter pornográfico. Bolsonaro se explicou, dizendo que não se sentia confortável de mostrar a cena, porém avaliou que a população deveria ter conhecimento da situação.

Ainda na publicação, Bolsonaro evidenciou que as imagens mostradas são algo que acontece de forma comum nos blocos de rua durante o Carnaval.

Publicidade
Publicidade

Em seguida, o mandatário do país disse para seus seguidores: "comentem e tirem suas conclusões".

O vídeo mostra homens dançando em um ponto de táxi. Entretanto, um deles coloca o dedo no ânus e se abaixa para que o outro homem urine nele. Até certo momento a publicação do vídeo estava aberta a todos os seguidores, mas depois de algumas horas se tornou conteúdo restrito. Bolsonaro tem mais de 3 milhões de seguidores no Twitter.

A cena dos homens foi gravada em um bloco de rua paulistano, no desfile do chamado de "Blocu".

No Twitter do presidente, a cena só poderá ser vista caso a pessoa clique em "ver" na publicação.

A postagem foi criticada tanto por apoiadores de Bolsonaro quanto por opositores ao governo. O presidente utiliza sua conta do Twitter com frequência para apresentar e comunicar a população e mídia sobre novas medidas que envolvem o governo. A publicação, que contém cenas fortes, pode ser vista aqui.

Regras do Twitter

Segundo informações do portal G1, a rede social foi procurada para esclarecer se a postagem passou a ser restringida pelo próprio presidente ou então pela rede social.

Publicidade

No entanto, o Twitter ainda não respondeu aos jornalistas. O Palácio do Planalto também foi procurado para dar maiores informações sobre a publicação, mas nada respondeu até o momento.

Conforme as regras do Twitter, publicações de conteúdo adulto podem ser exibidas, no entanto, o usuário deve alertar para o conteúdo perante os seguidores, marcando a publicação como "sensível".

A partir do momento em que uma publicação de conteúdo adulto não é marcada pelo usuário, as pessoas podem denunciar o conteúdo na rede. O vídeo também pode ser excluído caso pessoas que tenham sido gravadas também denunciem o fato.

Folia carnavalesca

Ainda nesta terça-feira (5), Bolsonaro questionou a festa do Carnaval e fez críticas aos cantores Daniela Mercury e Caetano Veloso. O presidente divulgou uma marchinha da Carnaval citando a Lei Rouanet. Ele ainda enfatizou que "acabou o dinheiro" para a festa carnavalesca vindo do governo.

Tanto Daniela Mercury e Caetano Veloso são críticos ao governo Bolsonaro, caracterizando-o como conservador e acusando o presidente de tentar acabar com a festa do Carnaval.

Publicidade

Leia tudo