O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PSL), publicou nesta terça-feira (5) um vídeo em seu perfil no Twitter em que um homem aparece urinando em outro. As imagens divulgadas por ele estão causando um verdadeiro alvoroço na web. Milhares de internautas estão considerando que a atitude de Bolsonaro viola a Lei do Impeachment, que diz ser necessário a pessoa que estiver exercendo o cargo de presidente do Brasil aja com dignidade, honra e decoro.

Publicidade
Publicidade

Os críticos alegam que a atitude de Bolsonaro configura crime de responsabilidade contra a probidade na administração pública.

Na publicação, Bolsonaro afirma que a cena do vídeo estaria se repetindo em muitos outros blocos de Carnaval. O post causou uma indignação generalizada, e uma campanha pedindo o impeachment do presidente teve início na web.

Os Trending Topics do Twitter estão sendo liderados pela hashtag #ImpeachmentBolsonaro desde a madrugada desta quarta-feira (6). Inclusive, foliões decidiram denunciar o vídeo de conteúdo adulto.

Deputados condenam atitude do presidente

Alguns parlamentares decidiram se posicionar em relação a polêmica, como o deputado Alessandro Molon (PSB/RJ), que fez uma postagem no Twitter e afirmou que o vídeo divulgado por Bolsonaro é completamente não condiz com o cargo que ele ocupa.

Alessandro continuou sua mensagem dizendo que Jair demonstra não ter responsabilidade ou postura. A postagem do deputado finalizou com ele afirmando que a atitude do presidente foi algo inacreditável e completamente sem noção.

Publicidade

Já o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) publicou uma mensagem no Twitter dizendo que Jair se descontrola completamente quando fazem algum tipo de manifestação contra ele.

Pimenta disse que com a publicação de Bolsonaro, o que ele conseguiu foi detonar e expor o Brasil, além de estar propagando preconceito e quebrando as normas do próprio Twitter. Paulo finalizou sua mensagem dizendo que as medidas a serem adotadas serão analisadas ainda hoje.

Veja a repercussão entre outros usuários do Twitter

Uma moça que afirma que Bolsonaro se elegeu em cima de uma campanha farsante teria acabado de publicar conteúdo pornográfico em seu perfil pessoal.

Publicidade

Outro membro da rede social pediu para que as pessoas guardassem a data do dia 5 de março, pois foi nesse dia que o presidente da República havia publicado um conteúdo adulto em sua rede social sobre o pretexto de denunciar a “imoralidade do Carnaval”.

Outro perfil acusou Bolsonaro de pegar a maior festa do país, que dissemina a cultura do Brasil e atrai muitos turistas, e resumir em uma cena escatológica.

Leia tudo