O presidente da República, Jair Bolsonaro, divulgou nesta terça-feira (5) um vídeo de uma marchinha de Carnaval como uma forma de resposta às críticas de Daniela Mercury e Caetano Veloso. Os artistas haviam dito que o governo iria censurar o Carnaval. Sem mencionar diretamente nomes, o presidente disse que alguns cantores acusam o governo dele de acabar com o Carnaval, mas esquecem que, segundo o capitão reformado, ele vai mesmo é acabar com a Lei Rouanet, onde artistas teriam ganho muito dinheiro com verbas públicas.

No vídeo divulgado por Bolsonaro, o cantor, antes de começar a interpretar a música, diz que é marchinha era para os queridos cantores Daniela Mercury e Caetano Veloso.

A música chegou a ser divulgada um mês após os artistas criticarem o governo com um videoclipe sobre uma possível censura no Carnaval brasileiro.

Daniela e Caetano gravaram "Proibido o Carnaval" e fizeram várias referências ao governo de Bolsonaro. Um dos temas levados em questão é sobre os dizeres da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, sobre meninos vestirem azul e meninas vestirem rosa.

A música de Caetano Veloso e Daniela Mercury quando foi lançada acabou gerando uma imensidão de críticas. Segundo informou o portal UOL, nesta terça-feira (5), no momento em que a matéria foi colocada no ar, haviam 645 mil dislikes, contra 155 mil likes.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Carnaval

A cantora Daniela Mercury foi questionada sobre os protestos com a música. Ela disse que não iria calar a sua voz e estava na luta pelos Direitos Humanos.

Protestos

O governo de Jair Bolsonaro e o próprio presidente acabaram sendo alvo de vários protestos neste Carnaval. Alguns blocos lembraram sobre as suspeitas de candidaturas "laranjas" que envolvem o PSL e criticaram as cores azul e rosa, que foram citadas pela ministra Damares Alves.

Música de Bolsonaro

A música divulgada por Bolsonaro tenta dar uma "cutucada" nos artistas que já receberam boas quantias na Lei Rouanet. Na música, o cantor, que não teve o nome divulgado, diz as seguintes palavras: "tem gente ficando doida sem a Lei Rouanet".

No final do vídeo, o cantor pergunta se Caetano e Daniela entenderam sobre a mensagem que ele estava passando. O intérprete também desejou, em tom de ironia, um bom carnaval para os artistas.

Daniela Mercury se manifestou após a publicação de Bolsonaro e alegou que recebeu R$ 1 milhão via Lei Rouanet, em 20 anos, para sua participação no Carnaval de Salvador. No entanto, disse que o valor corresponde a 10% do custo geral que teve no período e falou que, se o presidente quisesse, explicaria para ele a legislação.

A mulher e empresária de Caetano Veloso, Paula Lavigne, disse ao UOL que o cantor não responderá ao post do presidente.

Em um café da manhã com jornalistas na semana passada, Bolsonaro avisou que pretende limitar recursos utilizados em eventos culturais financiados por renuncia fiscal. A previsão, segundo governo, é de passar dos R$ 60 milhões para os R$ 5 milhões e valorizar artistas desconhecidos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo