A cidade de Chicago, umas das mais populosas dos Estados Unidos, elegeu pela primeira vez uma prefeita negra e homossexual. Lori Lightfoot venceu a eleição que disputava com Toni Preckwinkle e deve encontrar diversos problemas de violência e de desigualdade econômica em uma das maiores cidades norte-americanas.

Formada em direito e com 56 anos, Lori é ex-promotora federal e venceu com 74% dos votos válidos. No discurso da vitória, Lightfoot disse que irá enfrentar interesses poderosos e agradeceu os eleitores pelo fato histórico.

Desde 1837, Chicago teve somente um prefeito negro e uma mulher. Atualmente nos Estados Unidos, sete mulheres negras ocupam cargos de prefeitas.

Para o discurso da vitória, Lori foi acompanhada de sua atual esposa, Amy Eshleman, e a filha Vivian, de 10 anos. Durante as suas falas de campanha, Lightfoot fez promessas de retirar a corrupção da prefeitura e auxiliar famílias que possuem baixa renda e a classe dos trabalhadores. Segundo ela, essas classes foram ignoradas e deixadas de lado por políticos durante os outros mandados.

Lori também fez questão de afirmar que Chicago irá ver uma cidade renascida, um local onde a etnia e a sexualidade não importam.

Assim que foi divulgado o resultado da eleição, Toni Preckwinkle, que ficou em segundo lugar, fez uma ligação para Lightfoot com a finalidade de parabenizá-la pela vitória. Lightfoot ainda não tinha ocupado nenhum cargo eletivo e sua posse irá acontecer no dia 20 de maio de 2019.

A nova prefeita irá substituir Rahm Emanuel, que foi considerado um astro do Partido Democrata. Ele também foi chefe de gabinete na Casa Branca durante o governo do ex-presidente Barack Obama. Emanuel teve seus problemas na política como no caso de Laquan McDonald, que marcou Chicago e um dos motivos para o ex-prefeito não tentar uma terceira reeleição.

A história de uma mulher batalhadora

Lori Lightfoot teve uma infância difícil e seus pais sempre a incentivaram a estudar para conseguir uma vida melhor.

Ela e seus três irmãos são frutos do casamento de Elijah e Ann Lightfoot. O casal se conheceu na adolescência. O pai, Elijah, ficou surdo após acordar de um coma e a mãe trabalhava como enfermeira. Lori cresceu vendo a luta deles para conseguir sustentar sua família.

O casal Lightfood era bastante exigente quanto aos estudos dos filhos. Com esforço e dedicação, Lightfood foi aceita na Universidade de Michigan.

Siga a página Eleições
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!