O portal G1 fez uma análise das promessas de campanhas do presidente Jair Bolsonaro para seus quatro anos de mandato. Conforme resultados, em 100 dias de Governo, o presidente eleito cumpriu 1/5 das suas propostas apresentadas em processo eleitoral. O G1 evidenciou que Bolsonaro cumpre mais promessas em mesmo período de tempo comparado com os ex-presidentes Michel Temer e Dilma Rousseff.

No total, Bolsonaro firmou 58 compromissos de seu governo. Agora, realizados totalmente foram 12 compromissos.

Publicidade
Publicidade

Contudo, outros 4 compromissos foram atendidos parcialmente e 40 ainda não foram realizados. De restante, 2 compromissos ainda não puderam ser avaliados.

O objetivo da análise é observar se até 2022 Bolsonaro irá cumprir com todas as suas propostas de campanha. O G1 iniciou esse projeto em 2015, batizado de "As promessas dos políticos". De lá para cá, analisaram a verificação de promessas da ex-presidente Dilma Rousseff e Temer. Além do mais, governadores e prefeitos também estão na lista para análises.

Dados apresentados mostram as seguintes comparações em 100 dias de governo: Bolsonaro segue na frente após cumprir 12 promessas das 58. Em seguida vem Dilma, que cumpriu 5 promessas de 55 e, por último, Michel Temer, que cumpriu 3 promessas de 20.

O G1 evidenciou que a análise das promessas levam em consideração compromissos claramente cobrados. Então, promessas que se encaixam de forma genérica não foram possíveis de serem consideradas nesta análise.

Os compromissos dos políticos são considerados aqueles que foram apresentados durante a campanha eleitoral e entre a eleição e a posse.

Publicidade

Promessas cumpridas por Jair Bolsonaro

Quatro promessas cumpridas por Bolsonaro seguem o âmbito da economia. Entre elas estão o não aumento de impostos e a não recriação da CPMF. O jornal enfatiza que as duas coisas não devem ocorrer mesmo num futuro próximo, frisando o compromisso cumprido do presidente.

O governo também cumpriu a promessa de "reduzir alíquotas de importação e barreiras não tarifárias". Durante os 100 primeiros dias de governo, houve a redução para maquinários e equipamentos industriais.

Além do mais, o acordo de livre comércio de automóveis e veículos foi firmado entre o Brasil e o México.

Outra promessa do âmbito econômico foi de fazer com que preços praticados na Petrobras seguissem os mercados internacionais.

De caráter administrativo, o fim do Ministério das Cidades e a criação do Superministério da Economia foram promessas de Bolsonaro que entram na lista de promessas cumpridas.

Contudo, também ocorreu a promessa de diminuir o números de servidores públicos.

Publicidade

No último dia 13 de março, Bolsonaro anunciou decreto nº 9.725/2019, que estabeleceu o corte de 21 mil cargos.

Leia tudo