O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, passou a aderir às redes sociais como meio de comunicação, assim como faz o presidente da República, Jair Bolsonaro. Nesta quinta-feira (4), Moro criou um perfil social no Twitter e conquistou muitos seguidores. Moro prometeu apresentar à população questões relacionadas ao Ministério da Justiça e ao pacote anticrime. Bolsonaro comemorou dando boas vindas ao seu ministro.

Segundo informações do portal Metrópoles, em cerca de duas horas, o ministro conseguiu mais de 80 mil seguidores. Os internautas colocaram em evidência a hashtag #SejaBemVindoSergioMoro.

O ex-magistrado justificou que as redes sociais são um forte meio de comunicação e seu objetivo é divulgar seus projetos e propostas. Contudo, Moro esclareceu que não ficará sempre "online", mas quando for possível ele dará importantes informações nas redes.

As páginas seguidas pelo ex-juiz federal são do Ministério de Justiça e Segurança Pública, Ministério Público Federal, Polícia Federal e do presidente Jair Bolsonaro. Além do mais, Moro esclareceu que existem muitas páginas de apoio ao seu trabalho, mas também há muitos perfis falsos. Entretanto, ele ressaltou que apenas este perfil no Twitter é oficial, sendo dele mesmo.

Algumas das mensagens que Moro recebeu após entrar no Twitter foram de internautas felizes com a presença do ministro.

Um perfil que apoia o Governo escreveu: “Estamos muito felizes por sua presença aqui!".

Quem também manifestou contentamento com a presença de Moro na rede foi o juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Bretas mandou mensagem de boas vindas a Moro.

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) parabenizou a iniciativa de Moro e avaliou: "comunicação direta com nosso povo".

Os ministros Onyx Lorenzoni, Marcos Pontes e Tarcísio Freitas, adeptos as redes sociais, também apoiaram o ex-magistrado.

Lei anticrime

Uma das proposta de Moro para o combate à corrupção e organização criminosa é a aprovação do projeto de lei anticrime. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, a estreia no Twitter é para defender o projeto de lei.

Bolsonaro também usa o Twitter

Desde a época das eleições, o presidente Jair Bolsonaro é grande utilizador das ferramentes do Twitter. O presidente passou a fazer postagens em tons de crítica a opositores e também a apresentar anúncios do governo. No entanto, bastidores do governo criticam a atuação de Bolsonaro nas redes, sinalizando exageros.

Recentemente, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, comentou sobre a atuação de Bolsonaro nas redes sociais. Em meio à tramitação da reforma da Previdência, Maia disse que Bolsonaro deveria gastar mais tempo para trabalhar na reforma do que ficar nas redes sociais.

Siga a página Sergio Moro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!