Nesta segunda-feira (20), Janaina Paschoal, deputada estadual em São Paulo, ameaçou deixar o PSL após se mostrar irritada com a postura do presidente Jair Messias Bolsonaro. Ela fez várias críticas à forma como ele tem governado o país.

Janaina enviou uma mensagem por meio de sua conta no WhatsApp ao grupo da bancada do PSL na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Na mensagem, a deputada escreveu que estava tomando a decisão de sair do grupo e que iria sair também da bancada.

Segundo ela, era necessário pensar no Brasil e que por conta disso estaria tomando tal atitude. Ela falou que a decisão se tratava de responsabilidade e disse que os colegas do grupo estavam cegos. “Amigos, vocês estão sendo cegos. Estou saindo do grupo, vou ver como faço para sair da bancada”, escreveu Janaina.

Logo após ter enviado a mensagem, a deputada saiu do grupo de WhatsApp. Anteriormente, ela já havia criticado a postura do presidente em ter compartilhado no último domingo (19) um vídeo em que aparece o pastor congolês Steve Kunda falando que Bolsonaro foi “estabelecido por Deus” para guiar o Brasil. Segundo a Rádio Jovem Pan, a deputada enviou um áudio ao grupo, criticando a atitude de Bolsonaro.

Janaina critica convocação em apoio a Bolsonaro

Janaina Paschoal criticou a convocação feita em apoio a Bolsonaro no próximo domingo (26). Segundo ela, não há racionalidade nessas manifestações, pois, para ela, os atos pró-Bolsonaro previstos para domingo podem gerar o caos no país. Esta mensagem foi escrita por ela em sua conta no Twitter, neste domingo (19).

Ainda em postagem em sua conta do Twitter, a deputada estadual pediu para que as pessoas que amam o Brasil não se deixassem ser usadas pelo presidente e afirmou que não se calou diante dos crimes cometidos pela esquerda e que também não se calaria com a irresponsabilidade feita pela direita.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

De acordo com a avaliação feita por Janaina, um dos problemas do presidente está concentrado em seus filhos e em alguns de seus assessores. Em sua fala, a deputada estadual, que foi uma das mais votadas na eleição do ano passado e autora do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, pediu para que os brasileiros acordassem para a questão dos atos de domingo. Ela disse que se não houver pessoas nas ruas, o presidente entenderá que deverá começar a trabalhar pelo país.

“Acordem! Se as ruas estiverem vazias, Bolsonaro perceberá que terá que parar de fazer drama para trabalhar", disse a deputada estadual.

Durante o período de campanhas eleitorais do ano passado, Janaina contribuiu para que Bolsonaro ganhasse as eleições. Ela chegou a ser cogitada para ser a vice-presidente na chapa, porém, acabou não aceitando o convite, sob a justificativa de motivos pessoais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo