Segundo informações do jornal O Globo, o ex-presidente da República Michel Temer fez avaliações acerca do Governo Bolsonaro e comentou sobre o discurso feito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após sair da prisão.

Michel Temer elogiou o governo Bolsonaro neste sábado (16), disse que o presidente está indo bem e fazendo aquilo que os outros que o antecederam não fizeram.

Temer também citou que Bolsonaro estava dando sequência ao que ele já vinha fazendo e afirmou que era preciso dar mais tempo para o governo Bolsonaro.

Michel Temer destacou que apesar dos discursos feitos pelo presidente que têm gerado polêmica, ele tem utilizado “recuos” em sua gestão que Temer destacou como algo positivo, e citou a aproximação do Brasil com os países árabes e China nas relações diplomáticas.

Temer que está há mais de um ano longe da presidência, participou neste sábado, de uma sabatina do MBL (Movimento Brasil Livre), realizada no congresso nacional.

Durante o evento, Temer foi aplaudido ao sugerir que os amigos do MBL liderassem um processo para apaziguar o país.

No evento, Temer também agradeceu aos “amigos do MBL” e teceu elogios ao documentário “não vai ter golpe”, criado pelo MBL. O documentário mostra uma nova versão sobre o impeachment da ex-presidenta Dilma Roussef. O documentário foi criado após a divulgação do “Democracia em vertigem”, e mostra uma versão totalmente diferente deste.

Temer fala sobre discurso de Lula

O ex-presidente Michel Temer também falou acerca do discurso feito por Lula após deixar a prisão.

Temer lamentou o discurso de Lula, e afirmou que ele poderia ter pedido a unidade do Brasil, e não o que ele chamou de “polarização”.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lava Jato Jair Bolsonaro

Segundo Temer, Lula se apropriou de um discurso de polarização, e radicalização e tal prática, segundo ele, não é algo positivo para o país.

Temer afirmou que estava criticando o discurso de Lula porque tinha esperança que o petista reavaliasse seu posicionamento. Nas palavras de Temer, se Lula voltar atrás do que foi dito, ele terá cumprido seu papel de o alertar que tal discurso é prejudicial para o Brasil.

Temer esclareceu que sua crítica não dizia respeito a ser contra ou a favor de Lula, que não era algo pessoal.

Ao comentar sobre a decisão de Bolsonaro em criar um novo partido, Temer disse que a decisão dele foi equivocada, pois, não via a criação de um novo partido como algo útil.

Temer que já foi preso este ano durante as investigações da Lava Jato, fez críticas acerca da prisão e se referiu como “sequestro”. Ele também comentou sobre a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) em ser contra a prisão em segunda instância, e a considerou como acertada.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo